segunda-feira, 2 de julho de 2018

Capitulo 52:) Jemi Please Dont Trust Me

Ola minhas lindas, estou de volta, quer dizer na verdade nunca abandonei o blog, eu disse que vou acabar esta fic, pode demorar muito tempo por causa da faculdade, mas eu vou acaba-la. E agora que estou de ferias de verão ate setembro, por aproveitar para adiantar capítulos :) Espero que esteja tudo bem com voces todas.
Relativamente ao mundial de futebol deixo aqui a minha tristeza relativamente á minha querida seleção Portuguesa, e que superiores fomos ao Uruguai, que bonito jogo fizemos, mas a sorte nao estava do nosso lado, demonstramos contudo que somos das selecções favoritas, sendo nós portugueses difíceis adversários para qualquer uma seleção que nos defronte. Mas visto que todas as melhores selecções ja foram para casa eu ate nao fico muito triste, fica para a próxima ahha.

Tenho tambem de dizer que no passsado dia 24 de junho realizei o meu sonho de criança e vi PELA PRIMEIRA VEZ A DEMI LOVATO AO VIVO NO ROCK IN RIO CARAAAAAAAA , AMEI MUITO ! Apesar de ver que ela nao estava completamente bem, pois nem se despediu de nós, e saiu chorando em algumas musicas...mas foi óptimo na mesma !!!! surtei muito!!!!!!!!!

Agora sim, vamos ao capitulo <3
Capitulo 52 :)


A porta do condutor volta a abrir com o ar gélido a entrar de novo no carro. Eu desvio o meu olhar mas não é Clarry que entra, é Joe.


Joe-“ nós agora vamos ter uma conversa os dois, sozinhos, chega disso” -eu não consigo falar, e ele arranca com o carro para longe dali.

Demi-“ para onde você pensa que me está levando’”- eu consigo encontrar a minha voz depois de um tempo.

Joe-“ para um sitio onde possamos conversar em paz”- eu arrisco em dizer que ele não olhou para mim uma única vez desde que entrou no carro. Estou arrependida por não ter oferecido mais resistência quando ele entrou, mas eu não acho que tinha feito muita diferença na verdade.

O caminho seguinte é feito em silêncio. Eu mantenho-me olhando para além do meu vidro do carro. Estou plenamente consciente da tensão que se faz sentir neste carro, mas eu não quero arriscar nenhuma palavra, nenhum movimento. Consigo perceber que Joe conduz apertando o volante á sua frente, com mais força do que o necessário.

Não estou certa de quanto tempo passou, mas estamos parando o carro numa praia, já tivemos cá antes, há muitos anos atrás quando ainda namorávamos.
Ele estaciona e desliga o carro, eu mantenho-me olhando para a frente. Ele dá um suspiro e se vira de lado, para me olhar. Eu não consigo fazer o mesmo, mantenho os meus olhos nas minhas mãos, exatamente na mesma posição que vim o caminho todo.

Joe-“ tudo isto está muito errado”- eu não sei se ele esperava que eu falasse, eu não sei o que dizer. Eu sinto como se tudo o que eu for dizer me enterrasse cada vez mais. “eu quero que você me de uma chance Demi, uma chance de te provar que eu não vou voltar a te fazer sofrer. Eu amo você, eu sempre vou amar, e eu sei que você também ainda sente o mesmo por mim. Eu posso ver isso, eu sinto isso” eu quero chorar, gritar. Eu só queria que alguém me dissesse o que fazer.

Demi-“ Você tem a sua vida agora, eu não caberia dentro dela. Você tem as suas grouppies para se divertir e eu estou com Jacob , e estou muito feliz, ele me faz feliz” eu estou satisfeita por ter conseguido falar de maneira firme. Eu olho para ele agora. Eu posso ver o cansaço nos seus olhos, desilusão, raiva, frustração se calhar, eu não estou certa.

Joe-“ só diz que você já não me ama e eu juro pela nossa filha que faço o que você quer , e sigo a minha vida, sem você”- o meu coração aperta nestas ultimas palavras.
O seu olhar em mim está me matando. Eu fecho os olhos para respirar fundo. Quando os volto a abrir, não tenho tempo de reagir, sinto os seus lábios quentes nos meus e eu quebro qualquer barreira que tenha tentado construir nos últimos segundos.

Eu sigo o momento e correspondo ao beijo, tão bom, tão nosso. As suas mãos acariciam a minha face, delicadamente, carinhoso. Eu gosto tanto do seu toque, eu sei que preciso parar isto, antes que seja tarde demais para o resto de dignidade que ainda me resta.

Eu sinto como se estivesse lutando forte para parar este momento, estou tão cansada. Eu agradeço pelo facto de Joe ter parado o beijo e se afastado os centímetros suficientes para eu conseguir respirar. As suas mãos ainda estão na minha cara, dói tanto.

Joe-“ se isto não é amor, eu realmente não sei o que é” o seu dedo se arrasta ate uma zona mais a cima na minha cara e só aí é que me apercebo que tinha duas lágrimas rolando. “ não lute contra isto Demi, eu sei que você sente o mesmo que eu, vamos tentar Demi , por favor” eu sinto-o tão vulnerável neste momento, eu coloco as minhas mão sobre as dele, que descansam na minha cara. Eu não sei mais como lidar com isto.

Demi-“ nós já tivemos o nosso momento Joe, não deu certo. Eu te dei mais do que uma oportunidade, e você sempre me fez sofrer. Eu agora estou fazendo a minha vida com outra pessoa, e você não devia ficar me perturbando deste jeito, me deixe ir” - eu arrependo-me automaticamente de ter dito isto, não tinha que ser feito de alguma forma. As mãos de Joe já estão longe de mim, frio me preenche neste momento.

Joe-“ é mesmo isto que você quer? É a sua decisão final?”

Demi-“ sim” eu consigo dizer. Ele se coloca para a frente e liga o carro. Ele segue o caminho de volta, está a acelerar, eu sei que ele quer que eu saia do seu campo de visão o quanto antes, e eu não posso culpá-lo, eu sinto o mesmo. É como se me faltasse o ar neste momento, como se precisasse de oxigénio.

Ele pega no telemóvel, e por segundos fico com medo. Ele digita alguma coisa no telemóvel, mas foi tão rápido que eu nem consegui ver o que dizia a mensagem, nem para quem é que ele tinha enviado.
Outros longos minutos em silencio e estamos chegando ao parque da discoteca que havíamos saído. Eu posso ver Clarissa e Miley ambas perto do porshe preto de Joe.

Ele estaciona o carro ao lado do seu e sai do carro mais rápido do que eu pensei ser possível, ele está com muita raiva. Eu não sei se devo sair do carro, por isso fico no mesmo sítio encarando o nada á minha frente. Eu consigo ouvir Miley dizer alguma coisa a Joe, mas não dá para entender o que eles falaram. Logo em seguida sinto o arranque do motor do Porshe e o som tornasse ensurdecedor para mim, o meu coração só acalma quando já não consigo ouvir o barulho do carro perto de mim.

Clarry-“ ele está puto” diz quando entra no carro. Miley está na parte de trás do carro, eu sei que ela queria dizer muita coisa. Mas ela opta por estar calada, e no fundo eu agradeço por isso.
Demi- “pode me levar para casa por favor?” no momento seguindo eu estou indo para casa.

(…)

DIA DO CASAMENTO DE SELENA E NICK
Demi on

Nunca pensei ver Selena tão feliz como a vejo hoje. Não podia deixar de estar mais contente por ela. Estamos quase no momento do “SIM ” .A igreja está toda decorada de um amarelo suave e branco, que fazem as vistas dos convidados. Selena optou por um vestido lindíssimo branco, com uma tiara em brilhantes, parece uma princesa.
Nick não fica nada atras, com o seu fato cinzento, eu deixo escapar um sorriso quando vejo a sua cara de apaixonado. Sinto Zac colocar uma das suas mãos na minha cintura e olho para ele. Ele está sorrindo e sei que ele tambem reparou na cara de Nick.

Zac está vestindo um fato preto, incrivelmente bonito. Eu estou vestindo um vestido rosa bebe, cai cai mas tipo sereia, onde o tecido abraça as minhas curvas do peito ate ao bum bum, mas que depois de abre numa pequena cauda, optei por colocar meus cabelos soltos com pequenos cachos no fim. Miley por sua vez escolheu um vestido mais soltinho pelo joelho num tom azul claro. Ela está do lado aposto ao que eu e Zac estamos.

Ela está com Joe. O mesmo Joe que nem tentou um olhar na minha direção, que mantem a sua cara fechada. Como sempre parece impecável no seu fato cinza escuro, que faz jus aos seus músculos.
Eu oiço Luna dar um gritinho e olho para a plateia, consciente que Joe olha também em busca da filha. Vejo-a no colo de Denise a rir de alguma coisa entre elas. Luna está com um vestidinho rosa bebe com pequenas flores brancas.

Denise sorri para mim, como que para dizer que está tudo bem com Luna. Jacob está lá também e pisca o olho para mim, eu dou-lhe um sorriso e viro minha atenção para o padre que se prepara para o momento do sim.

(…)

O resto da cerimónia corre super bem, entre fotos e abraços, agora estamos na festa do casamento numa maravilhosa quinta escolhida por Nick. Eu sem dúvida poderia escolher um sitio assim quando me fosse casar.

Jac-“ quer que te vá buscar mais uma bebida amor?” Jacob pergunta ao meu lado. Eu mostro-lhe o meu copo meio cheio.

Demi-“ ainda não Jac, mas pode ir la buscar você, o seu parece meio vazio” ele ri e dá-me um beijo na testa antes de sair até á mesa das bebidas. Vejo Miley sair da sua mesa e vir até a minha.

Miley-“ não gosto do facto de não estar na mesma que você , é chato para comentar as coisas” é verdade, Selena fez o favor de não me colocar na mesa de Joe, então fico Miley, mais três amigos de Nick, Carmen e Joe. Na minha mesa está Zac, Clarissa, Sterling Denise, a minha mãe , Will, Jacob e Luna estava comigo.

De entre os 300 convidados, consigo ver muitas caras se moverem algumas vezes para Joe, eu por momentos esqueço que ele agora é conhecido. Eu não posso negar o quão bonito ele fica só com a camisa branca, todo o seu corpo definido a aparecer no tecido maravilhoso Armani, cabelo bagunçadamente sexy.

Toda a equipa de Joe também está presente, e pude ver alguns dos olhares deles para mim, com curiosidade. Eu ponho-me a pensar o que é que eles sabem sobre mim, o que Joe lhes contou sobre mim, e o que acham de mim.

Miley-“ caralho, falar com você ás vezes se torna complicado” eu olho para ela agora.

Demi-“ desculpa, eu estava viajando”

Miley-“ É , eu vejo isso. E quando posso dizer qual era o seu destino de desembarque” ela diz com tom de acusação.

Demi-“ está se divertindo?” Eu tento mudar de conversa, mas rapidamente algo me distrai de Miley novamente. Eu vejo uma moça se dirigir até perto de Joe, que ainda não notou a sua presença.

Miley-“ya está a ser fixe, e você?” eu a oiço Miley a dizer.

Demi-“ eu também” mas eu não estou olhando para ela. A miúda de cabelos vermelhos, que eu desconheço, toca no ombro de Joe para lhe chamar atenção. Ele finalmente se vira com o seu copo de champanhe na mão e olha a rapariga.

Ela fala alguma coisa que eu não consigo perceber. Ele se levanta com um sorriso e a miúda tira o telemóvel e se posiciona do lado dele, mas eles estão de frente para mim agora. Eles tiram uma selfie, os olhos de Joe descem para os meus por segundos, mas não dura muito até se dirigir novamente para a miúda ao seu lado. Eu consigo perceber que ela agradece pela foto e vai embora.

Ele agora está de costas para mim, vejo-o pousar o copo na mesa descontraidamente, com uma mão no bolso. Ele vira na minha direção e vejo-o aproximar do local onde estou com aquele andar possessivo e determinado que ele tem, meu coração bate mais forte.

Quando eu acho que ele vai parar á minha beira, ele passa reto por mim e vai ter com minha mãe, que tem Luna em seus braços. Eu não perco o olhar de Zac, me observando. Miley desapareceu depois de ter sido ignorada por mim, desculpe por isso Miley.

Minha mãe e ele iniciam uma conversa e eu mantenho-me de costas para o local onde eles estão, mas ainda assim consigo ouvir algumas coisas do que eles estão falando.

Dianna- “ Eu fico muito contente por ter conseguido achar o seu caminho Joe” minha mãe diz.

Joe- “obrigado. Eu espero alcançar muito mais em breve” Eu me viro ajeitando o meu vestido e olho para eles. Joe esta agachado de frente para a minha mãe, de forma a ficar á altura da filha.

Will-“ pode apostar que irei em breve ver algum combate seu” como a vida muda. Eu penso para mim mesma.

Joe-“ e eu espero ganhar nesse dia” eles riem. “ posso levar minha filha comigo uns minutos?” ele pergunta, mas eu sei que é uma pergunta retórica.

Dianna-“ claro meu querido” Luna se joga para os braços do pai e lhe abraça. Ele volta a passar reto e eu observo o meu vestido novamente com medo que alguém me faça alguma pergunta sobre Joe.

Zac-“ Demi, vocês não falam um com o outro, não fazem nenhum contacto visual, eu não sei se vocês estão conscientes, mas vocês têm uma filha em comum” obrigada Zac, porra. Tenho as caras da minha mesa todas a olharem para mim. Clarry parece lhe ter dado um pontapé debaixo da mesa, porque não perco o olhar furtivo de Clarissa para ele.

Demi-“Eu acho que dá para perceber perfeitamente que ambos estamos conscientes disso, obrigada pela preocupação Zac”. Eu digo secamente. Simplesmente não era necessário Zac.

Dianna-“Eles lá sabem da vida deles Zac, já são adultos para resolverem os problemas deles”.

Demi-“ eu vou dar uma volta” eu vejo Jacob ainda próximo da mesa das bebidas e vou até ele.

Jac-“ então meu amor” ele me dá um beijo e eu pego a sua bebida e dou um gole. Quase cuspo tudo fora, o líquido arde na minha garganta como se fosse fogo. Ele ri e me passa água. “uísque”

Demi-“que nojo, não sei como é que você consegue beber isso” confesso ainda com minha garganta a arder.

Jac-“ você nem me deu tempo de dizer o que era” ele ri.

Demi-“ é, você tem razão. Para a próxima eu não me esqueço de perguntar” Ele me abraça e me mete de costas para ele. Eu me sinto segura agora.

Jac-“ Quando é que vai ser a nossa vez?”

Demi-“ o que?”

Jac-“ quando é que vamos casar?” eu engulo a seco.

Demi-“ eu não sei, mas temos ainda muito tempo para pensar nisso” ele me abraça mais apertado.

Jac-“ eu sinto como se pudesse casar com você já amanha” eu dou um sorriso. Ele é o que todas as mulheres queriam, um homem dedicado e querido.

Demi-“ eu acho que amanha poderá ser um problema, mas veremos isso com cuidado” eu prometo mais para ele do que para mim.

Me sentindo novamente observada por alguém, movo os meus olhos em busca do meu observador. Vejo o mesmo homem que vi na boate no dia de despedida de solteira de Selena, o treinador de Joe. Ele me olha durante algum tempo, e tenho a sensação que ele esta a me analisar, eu não gosto disso.

Sel-“ miga linda, pode vir aqui uns segundinhos? Queremos tirar uma foto com os padrinhos” me solto de Jacob.

Demi-“volto logo” e dou-lhe um selinho rápido e sigo o caminho com Sel.

Sel-“ estás a gostar da festa?”

Demi-“ está simplesmente maravilhosa, você nunca desilude” ela para e me abraça. Eu a retribuo o carinho do mesmo jeito. Eu gosto tanto desta miúda.

Sel-“ obrigada por estar a fazer parte disto comigo”

Demi-“ eu sempre vou estar em todos os seus momentos sel” ela sorri sincera para mim e segura a minha mão , me levando como uma criança.

Miley já está lá com Zac, rindo de alguma coisa rondom, ou simplesmente devido ao álcool a mais. O fotografo tira fotos com Sel e Nick em primeiro lugar .

Demi-“ Nick não consegue simplesmente ficar parado neste momento, ele não sabe onde colocar as mãos dele” nós rimos os três vendo Nick fingindo que gosta de fotografias.

xxx-“ Maaaaaa!” eu me viro automaticamente quando oiço a voz da minha princesa. Ela ri sorridente para mim, ao contrário do seu pai, que mantem a cara fechada para mim. Jacob vem logo atrás dele, a alguns centímetros de distância. E se mantém la apenas observando.

Miley-“ eu acho que é hora de tirar foto com os padrinhos, vamos lá” Por momentos penso onde é que Joe poderia deixar Luna, mas eu estou quase com medo de sugerir que Jacob está mesmo a alguns centímetros atras dele.

Joe-“ vou só deixar Luna com Clarrisa” não estou surpresa. Eu sei perfeitamente que Joe sabia que Jacob estava atras dele, mas mesmo assim prefere deixar Luna com outra pessoa, que se encontra muito mais longe do local. Eu não perco o sorriso irónico de Jacob quando Joe passa por ele.

Zac-“ anda logo Demi, é só as madrinhas enquanto, já que o Joe foi deixar Luna” Eu vou ate ao lado de Selena e Miley fica do outro lado, tiramos algumas “ centenas” de fotos , para um dia recordar este dia tão feliz da nossa amizade.

Demi-“ confesso que nunca pensei que você fosse a primeira Sel” ela ri mas continua a olhar para o fotografo.

Sel-“ é , eu nunca liguei muito a rapazes, mas olha aconteceu”

Fotografo -“já temos todos os padrinhos agora?” Joe chegou entretanto, com o seu casaco vestido agora, impecável.

Nick-“sim, estamos todos agora”. Zac chegasse para o meu lado e Joe fica do outro lado com Miley.

Zac-“quem será o próximo a casar depois destes dois?” acho que todos nós começamos a rir por ter sido Zac a fazer uma pergunta como esta.

Miley-“ opah não sei, mas pela pressa com certeza serás tu”

Jacob-“ pode não ser o único” eu oiço Jacob a dizer. E eu acho que fico automaticamente vermelha, mexo o meu cabelo para fingir que estou distraída com outra coisa e que não ouvi direito o que ele disse.

Sel-“ ui, como assim ouve algum pedido e ninguém sabe?” Selena me olha com duvida. Mas tenho a certeza que ela tem a resposta quando me olha.

Jacob-“ ainda não” ele ri. E Zac vai até á beira dele e lhe da um tapa de brincadeira.

Zac-“ aviso já que se me for escolher como padrinho terá que esperar pelo menos mais um ano, porque este casamento já me deu muita despesa”.

Miley-“ forreta”

Sel-“ ate tivemos uns ótimos padrinhos, né amor? Não temos o que reclamar”

Nick-“ até não foi mal” eles riem e eu acho que o meu assunto do casamento já foi esquecido. Não arrisco nenhum olhar para Joe, eu lamento muito que ele tenha que ouvi isto, eu realmente lamento muito.

Nick-“ Joe vamos tirar uma foto com a mãe pode ser?” Eu não consigo ouvir a sua resposta. Mas eles se dirigem para o outro lado do jardim, onde Denise está sentada. Miley me lança um olhar de merda. Eu não tenho culpa Miley, eu penso mentalmente.

(……..)

A festa já com menos pessoas, ainda continua a bombar, Nick e Selena estão prestes a abandonar para Lua de Mel, e prevejo que eu também, Luna precisa descansar deste dia cansativo.

Fotografo-“ moça, você quer que eu tire uma foto com sua filha?”

Demi-“ sim!” eu me levanto com Luna no colo.

Fotografo-“ oh bebe lindo olha aqui a luzinha da camara, soriiii” Luna dá uma gargalhada e tenho a certeza que a foto saiu maravilhosa. “ agora pode ser com o pai de quiser também” ele aponta para Jacob. Eu ia dizer que ele não era o pai, mas não importava muito para a situação em si. Jacob se levanta e segura Luna em seus braços e me segura com um braço pela cintura. “ vamos sorrir, que família linda”

Jacob-“ obrigado” o fotografo agradece e vai fotografar outras pessoas. Volto a me sentar e tenho uma sensação muito má sobre mim. Descubro logo o que se passa quando vejo o olhar de Joe entre mim e Jacob.

Ele não está sequer disfarçando, ele está nos matando com o olhar e eu não consigo perceber se é por causa da conversa do casamento, ou algo mais.

Me sinto incomodada com a sua atitude e me viro de costas para ele, não aguentando a pressão. Bebo num gole o sumo que está á minha frente. Zac me observa, os seus olhos estão em alerta no segundo a seguir, em algo atras de mim. Eu volto a me virar preparada para o que vem ai, mas ele não para em mim. Ele vai de frente com Jacob.

Joe-“ a sua sorte é que este é o casamento do meu irmão, porque caso não fosse, a nossa conversa seria muito diferente. Eu vou só falar uma ultima vez, apenas uma ultima vez. A Luna é minha filha, não é absolutamente NADA a você, então que seja a ultima vez que pega a minha filha para fingir que tem uma família. Eu espero ter sido claro.

Eu não vou voltar a ter esta conversa com você” Ele estende os braços para Luna e ela vai para ele. Vira costas e vai. Eu fico calada olhando Jacob, eu estou apática com esta reação de Joe.

Jacob-“ o cara pirou de vez” eu olho para minha mãe, não sei bem porque, mas eu olho para ela. E fico muito admirada porque ela não diz nada, não consigo ler sequer os seus olhos neste momento, ela só torce os lábios e eu sei que nem sabe o que me dizer.

Ster-“ CARALHO, isso foi intenso” ele não pode simplesmente fazer esta cena com o meu namorado e virar as costas como
se nada fosse. Eu me levanto e vou em direção á mesa de Joe, sinto que meu vestido me parece mais incomodo do que nunca para andar neste momento. Tenho consciência que todos os olhos da mesa dele, estão em mim. Eu aposto que sabem o que se passou há instantes.

Demi-“ podemos falar?” eu digo para Joe com uma falsa calma, que continua de costas para mim. Ele sabia perfeitamente que eu viria esclarecer esta história mais cedo ou mais tarde, admirado é coisa que ele não está. Ele tem Luna em seus braços que se mantem entretida com o um brinquedo de peluche, completamente alheia á confusão dos seus pais complicados.

Demi-“ em privado”. Denise olha para o filho e eu sei que ela está tentando comunicar com ele pelo olhar.
Joe-“ Mãe pode me segurar Luna?” Denise assente com a cabeça e Joe passa Luna para ela. Joe tira o casaco e fica só de camisa passando por mim e saindo na frente, eu o sigo em silencio.

Quando já estamos num sítio calmo o suficiente ele para e me olha, pela primeira vez naquela noite eu acho, um olhar tão distante.

Joe-“ pode falar” ele cruza os braços e se encosta á parede atrás dele.

Demi-“ você não tem que fazer essas cenas que você acabou de fazer. Jacob não provocou você, o fotografo pediu para tirarmos uma foto e foi isso que fizemos, ele não esta a tentar roubar a sua filha, nem nada do género.” Ele sorri, mas eu sei que ele esta com raiva, muita raiva. Ele passa a mão na barba, com mais força do que o necessário, os seus músculos gritam em seus braços.

Joe-“ você não pode estar assim tão cega. Eu acho que você não vê as coisas á sua frente. Ele faz isso para me provocar, tudo o que ele faz é para me provocar, basta eu estar por perto ele lança farpas para mim, porque ele sabe que é a única forma de atacar. Mas ele esta a mexer com a pessoa errada, o inferno que está. “ ele me aponta o dedo agora “ eu juro por tudo Demi, mais uma , mais uma porra que ele faça assim do género, eu vou fazer o jogo mudar. E não me interessa a porra das consequências disso” algo me diz que eu não estou a perceber bem o que ele quer dizer com isto.

Demi-“ o que você quer dizer com isso?” eu pergunto me protegendo com meus próprios braços, numa atitude medrosa talvez.

Joe-“ eu quero dizer que se você não o colocar no lugar dele, eu vou lutar pelo que é meu, e Luna é minha”

Demi-“ é nossa”

Joe-“ ERA nossa, até você meter ele entre minha filha, você e eu. Eu estou no meu limite com esse cara. Eu até posso lidar com todo o jogo que ele faz com você para me atacar, mas com a minha filha, ai inferno que isso ele não vai conseguir. E você é culpada por isso, que lhe deu liberdade para ele pensar que pode sequer ter alguma responsabilidade por Luna” ele acusa e eu recuo ofendida com as suas acusações.

Demi-“ você está a ser injusto comigo, Jacob nunca passou a linha com Luna, ele sabe bem qual é o lugar dele”.

Joe-“ este é o meu ultimo aviso. Eu espero que você coloque seu futuro marido no lugar dele,antes que seja tarde demais. Eu acabo com isto num instante Demetria, chega de brincarem comigo” eu queria fazer ele entender que as coisas não são como ele está a dizer, mas eu tenho a sensação que tudo o que eu disser não vai melhorar nada.

Demi-“ ninguém esta brincando com você! Isto é tudo por causa do nosso ultimo encontro não é? É por isso que você está assim” ele volta a rir, com muita ironia, eu sei.

Joe-“ nada disto tem a ver com isso” ele suspira fundo “ eu ás vezes so queria que a Demi de há dois anos atrás voltasse á tona, eu não reconheço a mulher que você se tornou”

Demi-“ isso é porque você não teve que levar com tudo cá fora sozinho. Voce não tem o direito de me mandar essa á cara, eu tive aqui aguentando tudo sozinha, com Luna”

Joe-“ lembra uma altura quando nos conhecemos que eu falei que você devia ter se afastado de mim?” eu assenti com a cabeça afirmativamente “ se você tivesse me ouvido, você não tinha uma filha minha, você não tinha passado o que passou, e nem seria a mulher que você é hoje. Podia ter arranjado um garotinho mimado e cheio de mania e dinheiro como esse senhor advogado que você arranjou ai”

Demi-“ porque é que você esta falando disso agora?”

Joe-“ se calhar nós sempre fomos um erro, não era para ser. Quisemos contrariar o destino, e aqui estamos nós levando com merda um do outro”

Demi-“ as coisas mudam de figura quando tem uma filha envolvida”

Joe-“ você não precisa me dizer isso, se não fosse por ela, eu não estou certo se estava onde estou hoje, e neste local. Se calhar já tinha abandonado para outro lugar....” Ele suspira e olha algo no céu, tentando absorver energias se calhar.

Demi-“ longe de mim” eu completo, porque eu sei que esse é o fim do seu raciocínio.

xxx-“ meninos desculpem interromper, mas é hora do bolo” eu olho para clarissa e agradeço mentalmente por ela ter chegado nesse exato momento.

Demi-“ certo, nós já vamos” Joe passa por mim e sai do meu campo de visão. Eu posso respirar agora. E uma vez mais o que fica no ar são apenas conversas inacabadas.


Fim do capitulo

Beijinhos Bruna N. By Portugal
Love you all

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Capitulo 51 :) -Jemi Please Don´t Trust Me

Ola minhas queridas!! Como combinado aqui está o capitulo :) Espero que gostem <3




Capitulo 51

Jac- “Demi, com quem você está falando ás 2 da madrugada?”- eu levo um susto mas não me viro. Aperto o meu telemóvel na minha mão e tento conter as lagrimas. Não vou conseguir disfarçar, meu coração parece que levou mais golpe forte.

Demi- “era Selena, está toda sentimentalista por causa do casamento”-Finalmente me viro para ele, agora com uma boa desculpa para sair dessa –“começou a lembrar os nossos momentos todas juntas, lá no nosso antigo trabalho e assim, e olha.. aqui estou eu quase a chorar depois de relembrar tudo”- eu quero bater palmas a mim por estar a ser suficientemente convincente.

Jac-“ oh amor, anda cá”- ele vem até mim e me abraça -“ é mesmo assim que a vida é, cada uma segue o seu caminho, mas isso não quer dizer que muda alguma coisa entre vocês”- eu tenho consciência que as minhas lagrimas estão em iminência de sair, forço o meu aperto ao seu t-shirt.

Demi-“ eu sei, está tudo bem, foi só muito bom relembrar tudo” -eu forço um sorriso. Sinto-me mal por estar a inventar isto tudo, mas eu não tinha chance.

Jac-“ tudo bem, vamos subir?” - eu afirmo que sim com a cabeça. Só quero a minha cama e dormir para esquecer tudo.

_____________”________________”_________________”____________

Joe On
Las Vegas
3:30

Não tenho certeza há quanto tempo desliguei a chamada. A verdade é que estou desde esse momento a encarar o nada á minha frente. Não entendo ela, ela faz isto de propósito? Queria lhe dizer tudo o que penso sobre esta porcaria toda, sobre ela e Jacob. Sobre o facto de ela estar a viver esta mentira e ela saber isso tão bem quanto eu.

Eu vejo isso toda vez que nos encontramos, nossos olhares se cruzam e parece que nada mudou. E isso me mata, me mata saber que não é comigo que ela se deita todos os dias, que não sou eu quem está a partilhar uma vida com ela.

Eu tinha aqui já uma garota para passar a noite comigo, mas eu simplesmente mandei ela embora quando a chamada terminou. Não consigo, isto me deixa louco. Pego no meu celular e jogo contra a parede, jogo-me contra a cama, só quero dormir, esquecer.

_____________”_____________”_______________”______

Dia seguinte 15:00
Demi on

A campainha toca e eu corro até o interlocutor com medo que o barulho acorde Luna. Um porshe preto está estacionado na entrada, um frio na espinha corre sobre mim, e me lembrar quando Joe vinha me buscar num carro igual… quando a pessoa tira os óculos pretos escuros é que percebo, Joseph…respira.~

Demi-“ já vou abrir” – eu digo pelo interlocutor, ele não faz qualquer movimento, ele só volta a colocar a cabeça dentro do carro e acelera forte antes de entrar.

Vou até a porta e deixo-a aberta. Não sei bem o que fazer, então encosto-me ao batente da porta á espera.
Ele sai do carro, com uma T-shirt preta que sobressaem todos os seus músculos, quentes. Os óculos pretos não me deixam ver os seus olhos, mas suponho que ele ainda não olhou para mim. De longe consigo ver o lado da sua boca um pouco machucado.

Demi-“ oi”- eu digo, tenho a certeza que pareço uma adolescente neste momento. Estou abraçada a mim mesma, parecendo uma menina assustada com algo. Ele tira os óculos e me olha, me olha realmente. Eu engulo a seco. O meu olhar desvia para os seus ferimentos na sobrancelha . Eu queria tanto cuidar de você.

Joe-“olá, Luna onde está?”- ele finalmente pergunta. Firme, completamente imune a esta situação.

Demi-“ está dormindo. Se você quiser ficar mais um pouco eu faço um café enquanto ela não acorda”- eu posso ver um fantasma de sorriso se formar em sua boca, eu posso dizer que foi um gesto irónico.

Joe-“ eu acho que não quero ficar aqui, Jacob pode chegar e eu não quero me irritar mal chego de viagem” -ele tem razão, mas eu não posso deixar de sentir mal com isso. Ele não consegue fazer um esforço de ficar sentado a falar comigo.

Demi-“ então eu vou arranjar a bolsa de Luna, também se ela acordar agora não tem mal”- eu viro-me para ir arrumar as coisas de Luna, com uma vontade enorme de sair do seu campo de visão, o ar estava sumindo no momento.

Joe-“ Demi” – ele diz quase num sussurro e pega no meu braço direito com a sua mão forte. Eu olho para ele, meu coração está a mil. Não consigo falar, só fico olhando ele. Uma tensão enorme se sente no ar, eu posso sentir- “coloque também os documentos médicos dela, eu preciso atualizar isso ao meu processo”- Ele me larga, e eu fico gelada automaticamente.

Demi-“certo” -é o máximo que eu consigo dizer. Viro-me e tento sair do seu campo de visão o mais rápido possível.
O ar no quarto de Luna volta a ficar respirável para mim. Arrumo as coisinhas dela o mais rápido que eu consigo. Vou ate o berço dela e retiro-a com o maior dos cuidados para ela não acordar.

Joe está no mesmo lugar quando eu desço. Os olhos dele ficam com outro brilho quando olham para a nossa filha. Ele estende os braços para eu lhe entregar Luna. Eu simplesmente amo ver eles os dois juntos, pai e filha.

Joe-“ fico com ela até o casamento de Nick e Selena?” -ele olha para mim agora, eu não quero prolongar esse contacto visual por muito tempo.

Demi-“ sim, só pedia que ma trouxesses no dia do casamento de manha, para eu arranja-la e penteá-la”

Joe-“ tudo bem, ate mais”- e assim ele vai embora de novo.

__________”__________”___________”__________”____

Dia Seguinte
Demi on

Hoje é o dia de despedida de solteira da Selena , e de Nick também. Selena vai fazer a sua despedida num restaurante muito legal no centro da Cidade, não sei bem onde Nick vai fazer, mas também acho que é numa boate.

Jacob foi convidado por Nick, mas amanha ele tem um reunião importante logo de manhã e não poderá estar presente.

Dou uma ultima olhada no meu vestido vermelho que escolhi para esta noite. Com um tecido delicado, junto ao corpo, com um decote em V, amei o vestido logo da primeira vez que o vi na loja. Os meus cabelos estão presos num perfeito rabo de cavalo. Não tido muitos eventos nos últimos tempos para conseguir me arrumar assim deste jeito e estou feliz com o resultado final, me sinto bonita.

Jac-“ vou levar agora Luna até a casa da sua mãe ok?”- eu olho para ele e vejo que já tem Luna em seu colo.

Demi-“ ok, ate amanha meu amor, você vai se portar bem com a sua avo denise ne ?” -ela sorri para mim.

Luna-“ shim”- eu dou-lhe um beijo na testa.

Demi-“quando você voltar eu já vou ter ido Jac”

Jac-“ tudo bem amor, se divirta. Você está linda” ele me dá um beijo e vai.

Dou os últimos retoques no meu batom vermelho, e desço para ir buscar as chaves do meu BMW.

(…)

A noite já vai longa, o álcool também. As luzes começam a bater mais forte na minha cabeça após a minha quarta tequila. O homem que agora dança no varão á nossa frente dá-me vontade de rir, por algum motivo que eu nem sei. Se existia alguém no mundo que contraria um stripper para a despedida de solteira com certeza seria Selena.

sel-“ eu acho que vou ate a casa de banho”- eu oiço Selena a dizer ao meu lado. Ela está realmente linda com o seu vestido tomara que caia em branco, dá realce ás suas curvas.

Alguém se senta ao meu lado eu olho . Miley parece terrível neste momento, e isso dá-me mais vontade de rir.

Miley-“ dems, é o seguinte, eu e a Elison tivemos uma ideia top, mas visto a situação , você é a única que pode não concordar com a ideia”- eu vejo Elison já do lado de Miley e eu não me lembro em que parte ela apareceu, eu não me lembro. Ela como sempre está linda de morrer. Posso ver todas as suas curvas debaixo do vestido azul escuro com alguns pormenores dourados no decote .

Demi-“ então? Qual é essa ideia fenomenal que eu estou até com medo”- dou mais um gole na minha bebida, porque eu acho que o álcool será necessário para o que essas duas vão falar.

Miley-“ então, tipo assim, isto aqui não tem quase ninguém , já deu o que tinha a dar, eu acho que devemos mudar de discoteca”

Demi-“ são 3 da manhã, para onde você acha que vai a essa hora?”

Elison-“ podíamos ir ao Blood, está a acontecer alta festa lá” -Eu não estou a pegar bem qual era a preocupação delas em relação á minha resposta, mas eu não consigo pensar com muita firmeza no momento, então decido ignorar.

Demi-“ ok…se todas concordarem vamos lá, eu acho..”

Miley-“ botaaaaaaaaa! A Demi concordou meninas,vamos !”- todas se levantam em euforia e eu continuo sem perceber nada. Sel se aproxima.

Sel-“ serio que você concordou?”- Selena me olha em descrença. Porra, será que eu comecei a ser uma estranha ás festas e nem sei.

Miley-“ clarooo , ela disse que sim, não há mais conversa vamos la !”- Miley puxa Selena e elas vão saindo. Eu não faço mais perguntas, nem quero, eu apenas as sigo.

(…)

Discoteca Blood
3:30 da manha


Miley tinha razão numa coisa, isto está a bombar. A musica bate forte nos meus ouvidos. Não tenho certeza se isto é falta de álcool, ou se já bebi demais.

Demi-“ quem vem pegar um bebida ?”- opção dois, beber mais. Não tenho tido tempo para mim, e isto poderá ser uma boa distração. As pessoas suadas estão em todo o lado, e é difícil andar numa linha reta cá dentro.

Sel-“ eu vou” -Eu pego Selena pelo braço enquanto as outras ficam lá, demasiado entretidas a dançar.

Demi-“ já não me recordo a última vez que estive aqui, tinha me esquecido o quão legal era isto”

Sel-“ eu amo esse lugar!”- não consigo conter o riso, Selena está bêbeda. Dou por mim a levá-la até ao balcão. Uma bêbeda a levar outra, correto.

xxx-“ que vão querer?”- pergunta o garçon.

Sel-“ vende em garrafas ?” -eu olho para Selena sem entender.

xxx-“ não moça, só mesmo por copo”

Sel-“ sem graça vocês” – eu olho para Selena.

Demi-“ tudo bem, pode ser duas tequilas então” -Selena bufa ao meu lado.

Sel-“ garrafa era melhor”- resmunga

xxx-“ as garrafas só são dadas á zona vip”- eu fecho os meus olhos por breves segundos, me preparando para a resposta que Selena poderá dar ao garçon.

Sel-“ eu sou VIP, você sabe quem é o meu cunhado?”- o garçon diz que não. Só uns segundos depois é que eu percebo de quem Selena está a falar.

xxx-“ eu realmente não faço ideia moça”

Sel-“ eu sou cunhada de Joe Jonas sabe” -o garçon olha para ela em descrença.

xxx-“ claro que você é” -ele parece divertido agora.

Sel- “ quer saber, me passe as tequilas e vai se ferrar”- O garçon continua com o sorriso de deboche e eu não perco isso.

xxx-“ aqui está moça” -ele coloca as tequilas em cima da mesa. Eu pego a minha e Selena pega na sua . Sel coloca uma nota de 20 euros em cima do balcão.

Sel-“ faça bom proveito do troco”

xxx-“eu pensei que você queria colocar as bebidas na conta do Senhor Jonas” -ele não esta rindo agora, cara, o que é que eu estou perdendo.

Sel-“vá se ferrar”- sel pega no meu braço e eu só quero rir desta cena. Bebo mais um gole da minha tequila

Demi-“pelo menos a bebida esta ótima”- Selena pára no meio do caminho e se vira para mim a rir. Não sei porque, mas começamos as duas a rir feito otárias.

Miley-“garotas vamos para a pista! Que estão a fazer aí paradas?” -Elison aparece e me puxa com ela.

Elison-“vamos relembrar os velhos tempos Dems” -A musica bate forte , o ritmo é ótimo. Não sei o Dj, mas com certeza é o meu preferido no momento.

O meu vestido parece muito pequeno agora. Levanto-o um pouco mais e sinto-me viva, isto me faz bem.
A tequila no meu copo já não existe e não me lembro em que momento emborquei. Agradeço a mim própria por ter trazido o cabelo amarrado, embora eu não vença o suor que escorre pelo meu corpo no momento.

Num destes meus pensamentos, os meus olhos ficam presos em algo na parte de cima da boate, na parte VIP.
Tem um cara a falar com uma loira, eu o conheço de algum sitio, mas eu não sei dizer de onde. Ele é grande, e notasse perfeitamente que ele faz ginásio, mas eu não faço ideia quem é, eu só sei que aquela cara não me é estranha.

Mas por algum motivo faz o meu coração acelerar. O homem do nada me olha e fica uns breves segundos me observando. Mesmo á distancia consigo perceber que ele está me olhando, da mesma maneira que eu estou, tentando descobrir de onde o conheço.

Vejo-o a afastar-se da loira e logo depois saí do meu campo de visão.
Estou decidida a ir tomar mais um copo. Desta vez vou sozinha, retorno ao mesmo garçom que nos serviu da ultima vez. Ele é simpático comigo e não demora a me trazer a tequila.

O caminho até a pista parece-me mais longe desta vez, se calhar eu devia parar de beber. Que se dane, vou aproveitar a noite. Chego até perto das meninas, mas vejo que Selena não está.

Demi-“ onde está a Selena?”- Miley pára de dançar e me olha, pensando por um bocado.

Miley-“ foi só ao banheiro, volta logo”- ela responde bebendo um gole da sua bebida. Eu dou-me como convencida e volto a dançar.

O som da musica não consegue me distrair a curiosidade de há pouco e volto a olhar para cima, para onde eu tinha visto o cara. Mas ele já não está lá. Tento me abster e volto a dançar.

Demi-“ meus sapatos estão me matando”- eu confesso

Elison-“ se você dançar descalça eu também tiro os meus”

Miley-“ eu alinho !”

Clarry-“ já estou tirando!”- nunca pensei dizer isso, mas eu agora até gosto muito de Clarissa. A vida é caricata ás vezes.

Estamos todas a dançar sem sapatos, completamente entregues á musica. Eu falo por mim, a minha cabeça só consegue acompanhar o ritmo da música, ou pelo menos eu acho que estou acompanhando.

Alguém toca nas minhas costas e eu me viro. Era o garçon. Ele tem na sua mão uma tequila, mas de morango, eu identifico rapidamente. Mas eu não me lembro de ter pedido nada.

xxx-“ é para você” -eu olho para ele em descrença

Demi-“desculpa, mas eu não me lembro de ter pedido nada”

xxx-“ não pediu, mas mandaram-me vir entregar a você”

Demi-“ não está drogada pois não?”- ele ri

xxx-“ não, eu mesmo fiz, pode confiar senhora”- espera ele chamou-se senhora.

Demi-“ quem mandou você me entregar ?”

xxx-“ não posso dizer, desculpe” -ok….

Demi-“ ta, obrigada por trazer”- eu tenho dificuldade em agarrar a minha bebida , meus sapatos na mão direita me atrapalham. Ela finalmente me passa a bebida e vai de volta para o balcão.

Miley está olhando para mim, ou para a minha bebida, eu realmente não sei dizer. Ela me pisca o olho, mas não me faz perguntas.

Eu não estou certa se consigo beber isto tudo, minha cabeça já anda á volta.
Volto a olhar para o mesmo lugar de há pouco, lá em cima. Eu quando tenho uma coisa na cabeça é difícil tirar. Tenho a certeza que está um a zero para minha intuição neste exato momento.

O calor do meu corpo torna-se gelado e eu sei que sou apenas eu que estou a sentir esta mudança brusca de temperatura. Os meus olhos estão focados, embaciados, não pelo fumo, mas por raiva.
Não é o cara que está lá agora, é Joe. Ele não está sozinho, tem uma garota com ele, ela está de costas para mim. A raiva começa a crescer em mim.

Ele se aproxima dela para dizer alguma coisa em seu ouvido, colocando o cabelo da garota para trás. Eles riem. Quando se afasta dela olha para mim, e eu sei automaticamente que ele sabia que eu estava exatamente nesse ponto da pista, porque os seus olhos não vacilam.
Eu olho para a minha tequila de morango em minhas mãos e agora algumas coisas começam a fazer sentido na minha cabeça. Eu não perco tempo e deixo o copo de tequila cair sobre o chão se estilhaçando completamente.

Miley- “ dems, que foi isso?” – ela se vira apreensiva pela barulho dos estilhaços no chão.

Demi-“ caiu, eu já volto”- calço os meus sapatos e vou até o balcão- “ Ei, garçon”- O mesmo cara que nos serviu das outras vezes vem até mim.

xxx-“ que vai ser senhora” -ele pergunta cordialmente, e agora eu já sei o porquê.

Demi-“ preciso que você me diga como posso subir ate a zona VIP, Jonas está á minha espera” -ele me olha por alguns segundos.


xxx-“ pode vir comigo, eu acho que você não vai conseguir chegar la sozinha “ – fico feliz, foi mais fácil do que eu estava á espera.

Estou feliz pelo facto de esta parte do balcão não ter uma visão para a zona lá de cima.


xxx-“ quem é você ao senhor Jonas?”- ele me pergunta durante o caminho.

Demi-“ eles não disseram a você quando te mandaram entregar a minha bebida?” -o sorriso dele mostra que eu estava certa.

xxx-“ não, eles não disseram”

Demi-“ eu sou a mãe da filha do Jonas” -ele me olha mais uma vez, eu acho que para garantir se eu estava a gozar com ele.

xxx-“ oh” -é a única coisa que ele diz .

Chegamos a uma porta de metal, e temo que seja ali. Dois seguranças gigantes estão guardando a entrada.

xxx-“ é a mãe da filha do senhor Jonas, ele espera por ela, podem-na deixar subir” -eu agradeço mentalmente ao garçon por me facilitar tanto a vida. Eles abrem logo a porta para mim.

Segurança-“ pode subir senhora, na sala 4”

Demi-“ obrigada” -me sinto desajeitada a subir estas escadas vermelhas á minha frente. O álcool está no meu sangue, as coisas estão meias embaciadas para mim. Passo a primeira sala, não vejo lá ninguém na verdade, estava á espera de ver mais pessoas aqui.

Oiço muito barulho vindo da sala 3, a porta está um pouco aberta e posso ver para dentro da sala. Vejo Selena e Nick brindando e Zac está com Harry a rirem de alguma coisa.

As coisas agora já fazem bastante sentido para mim, mas eu não estou chateada com eles, eu sei que só quiseram evitar confusão.
Mas eu não paro aqui, este não foi o motivo que me trouxe até aqui a cima. A sala 4 me parece muito mais próxima agora, e eu não penso muito antes de entrar.

Os meus saltos pisam forte quando entro na sala, varias cabeças são desviadas até mim, posso agora ver o cara que eu vi no início, claro! É o treinador de Joe, eu vi na televisão.

A loira me analisa, ela está de frente para mim no momento, no mesmo local onde eu os tinha visto. Mas Joe não se virou, ele sabe que sou eu, ele sabia que eu viria. Levanta o seu copo e bebe liquido que me parece champanhe, mas eu não estou certa.

Tem três caras olhando entre mim e o Joe. A minha respiração está pesada, e só de olhar aquela loira vagabunda me dá vontade de socá-la.

Joe-“ podem sair ” - ele diz simplesmente . Os outros não esperam muito mais e passam por mim para sair, me observam, especialmente esses três caras. A loira é a última a sair e faço questão de lhe lançar um olhar mortífero. Vadia.

Demi-“ você é muito baixo” -eu falo quase num sussurro. Ele não se vira para mim.

Joe-“ não entendi”

Demi-“ porque é que você mandou me entregarem aquela tequila?”

Joe-“ não é isso que você quer me perguntar” -eu aperto os meus punhos.

Demi-“qual a intenção daquela tequila?”- eu insisto

Joe-“ você parecia desidratada depois de tanto dançar, eu achei que você precisava de algo para se refrescar” -eu estou irritada pelo facto de ele ter podido me observar a noite toda.

Demi-“você tem me estado a observar ?”

Joe-“ eu não tenho culpa que a minha sala seja direta para a pista”- a calma dele está me tirando do sério.

Demi-“ você ia para a cama com esta vagabunda que estava aqui?”- estou a espremer o tecido do meu vestido com a mão direita. Ele se vira para mim. Ele me vare com os olhos de cima a baixo. Não consigo respirar. Ele pousa o copo e vem devagar até perto de mim. Eu posso sentir o seu cheiro, perfeitamente. Muito próximo. Eu sei que o meu peito está a descer e a subir freneticamente. Estou consciente disso.

Joe-“ Ora aí está o seu ponto. Eu ia, como tenho ido com várias. Todas em minha cama, e eu não ligo nenhuma aquilo que você pensa disso”- a sua voz bate como farpas na minha cara.

Demi-“ eu não penso nada, eu não quero saber, eu só ac..” -quando dou por mim o seu braço direito está me circundando cintura. Os nossos corpos colam um no outro. E eu não consigo falar.

Joe-“ sim, você quer saber” -ele diz devagar no meu ouvido, calmamente. Eu estremeço. A sua outra mão começa no meu pescoço e vem descendo lentamente até o fim da minha coluna. Eu prendo a respiração. PÁRE- “ você quer saber se eu faço o mesmo ás outras garotas, se as amo na cama como fazia com você” - a mão dele desce mais um pouco. Eu não consigo evitar um pequeno gemido. Os músculos dele gritam por debaixo da sua camisa perfeita branca, eu pude sentir isso.

Demi-“páre”- eu disse isto em voz alta? Não estou certa. Ele começa a andar devagar para trás, e eu não tenho forças para não ir, eu estou inebriada.

Joe-“ mas não é como se fosse com você. Com você eu fazia amor, só nosso, tão único”- eu quero chorar. Ele me deita calmamente num sofá , eu nem ligo.

Ele se deita ao lado de mim. Sua mão toca nos meus lábios e desce pelo pescoço, pelo meu decote V.

Joe-“ você está linda essa noite” -eu quero que ele me continue tocando-” Porque é que você viu a minha luta, porque é que você me ligou?” -ele está analisando a racha do meu vestido de lado, permitindo visibilidade á minha perna.

Demi-“ eu precisava “ - eu confesso, mas não sei se a minha voz está a ser projetada corretamente, não consigo pensar.

Joe-“ porque?” -ele olha para mim agora, me acariciando a cara, os seus olhos tentando ler os meus.

Demi-“ saber se você ia ficar bem” -eu fecho os olhos, ele está a jogar um jogo comigo, e eu sei disso, eu conheço muito bem.

Joe-“ você se importa?”

Demi-“ eu sempre me irei importar”

Joe-“porque?”

Demi-“ você é o pai da minha filha”

Joe-“ isso não é resposta” -É a melhor que o meu cérebro consegue processar no momento, eu quero gritar- “você continua a lutar contra você mesma”

Demi-“ não entendo”- ele se aproxima de mim. Nossas caras estão a milímetros, a sua respiração na minha pele, o seu cheiro. Eu fecho os olhos, porque eu quero muito.

Joe-“ é por isso, você não tem resposta” -ele saí abruptamente do sofá e eu me sinto sendo jogada para um poço sem fundo, sozinha, fria.

Ele pega no seu copo e bebe todo o liquido que faltava. Seu olhar está em algum lugar na pista, de costas para mim.

Eu tomo o último pingo de decência que ainda me resta e saio da sala fechando a porta com o máximo de força que eu posso. Corro de volta pelas escadas onde eu me lembro de ter vindo antes. Quero chorar.

Clarry-“ ei, onde você estava?” -ela me pega pelo braço para eu abrandar.

Demi-“ eu fui até a zona VIP” -eu acusei. Todas elas sabiam que eles estavam la, por isso é que não queriam me dizer.

Clarry-“ desculpe, nós não queríamos que você o visse “

Demi-“ mas ele me viu desde o inicio , e esse foi o problema”

Clarry-“ você quer ir embora?”

Demi-“ eu posso ir sozinha” – só quero sair dali, sair ,sair. Ele está me observando nesse preciso momento , eu sei isso, eu posso sentir.

Clarry-“ Não, eu vou com você, não posso deixar você conduzir assim. Vou só pegar a minha bolsa” -eu não tenho paciência de discutir então eu apenas digo que sim e deixo ela ir buscar a sua bolsa.

Não consigo vê-la , mas sei que ela está demorando mais do que o previsto. Estou prestes a ir atrás dela quando ela chega.

Clarry-“ ok…vamos lá” -ela pega um dos meus braços e vai me levando.

Demi-“ porque é que você demorou tanto?”

Clarry-“ tive que ligar ao zac a avisar “

Demi-“ você não podia ter ligado pelo caminho?”

Clarry-“ foi melhor agora” -O frio bate forte no meu corpo quando saímos, se calhar um casaco não teria sido mal pensado. O vestido parece-me pouco neste momento.

Chegamos perto o Mercedes de Clarissa e ela abre o carro, estou tão gelada que o meu primeiro desejo é ligar o aquecedor do carro.

Clarry-“ esqueci a minha carteira lá dentro, eu já volto”

Demi-“ ok, volta logo”

Procuro o meu iphone dentro da bolsa e vejo uma mensagem de Jacob, há três horas , a me perguntar como estava a ser a noite.
Eu prefiro não responder agora. Respiro fundo agora que estou longe o suficiente de Joseph para conseguir respirar direito. Fico encarando a rua do meu lado por uns minutos, perdidas nos meus pensamentos.
A porta do condutor volta a abrir com o ar gélido a entrar de novo no carro. Eu desvio o meu olhar mas não é Clarry que entra, é Joe.

Joe-“ nós agora vamos ter uma conversa os dois, sozinhos, chega disso” -eu não consigo falar, e ele arranca com o carro para longe dali.


sábado, 3 de fevereiro de 2018

Aviso :)

Oi amores, so para avisar que ja tenho o capitulo 51 pronto, entao comentem o 50 e logo logo eu posto o próximo capitulo :)


beijinhos, amo voces

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Capitulo 50 :) - Jemi- Please Don´t Trust Me

Oi meninas !!! Como eu digo em todos os capitulos, a faculdade tira todo o meu tempo, contudo eu sempre escrevo quando tenho um tempinho , então esta semana estou de ferias e consegui escrever o capitulo. O proximo tambem já está a ser escrito ;)

Espero que gostem , amo voces <3 Capitulo 50



Uma semana depois

Joe on

Estamos na academia, na sala de Dylan. A minha equipa está aqui toda reunida, eu , Dexter e Blake.

Dylan- “acho excelente começarmos na América do Norte, neste campeonato a tua visibilidade pode vir a subir imenso”. Eu olho para ele e penso sobre isso, eu acho que ainda não tenho bem noção do quão grande isto pode se tornar.

Dexter-“ Lutar com grandes nomes que estarão presentes vai com certeza marcar a diferença na sua carreira Joe” Eles não precisavam me dizer isso, eu sei que estão apostando forte em mim, e isso vê-se logo por me terem colocado num campeonato como este tão cedo.

Dexter-“temos quase tudo pronto, vamos já para a semana, na próxima terça para ainda conseguirmos nos instalar e penso que Dylan vai querer treinar um pouco com você naquele octógono certo Dy?” Dylan sorri e afirma com a cabeça, parecem todos realmente empolgados.

Dylan-“certíssimo, conhecer o teu terreno é sempre importante”.

Joe-“ e ficaremos la por quanto tempo ?” eu deixo a minha preocupação falar mais alto. Ficar longe de Luna pode ser um grande problema para o meu psicológico, eles sabem disso.

Dexter.” Portanto, vamos na terça, a luta é na quinta e voltamos logo na sexta de manha”.

Blake-“uma pessoa nem vai relaxar”

Dylan-“é você que vai lutar?” ninguém consegue conter o riso.

Joe-“ o que você quer, sabemos nós Blake” dou uma palmadinha nas suas costas e a risada é geral.

Dexter-“ então está tudo certo, vamos embarcar neste caminho para a vitoria do nosso Jonas !” ele diz estas palavras com uma força e vontade que me contagia.

Dylan-“ o caminho do campeão” Eu espero.

----------------“------------------------“-----------------------“---------------------
1 ano e meio depois

Demi on

A roupa do armário de Luna parece-me mais desarrumado do que o habitual, especialmente quando ela agora tem por habito colocar as roupas para fora das gavetas para andar a trocar de roupa, como se tivesse a experimenta-las. Eu não posso deixar de rir com isso, minha mãe me disse que eu era igual em pequena.

A voz de Luna me trás de volta á realidade.

Luna-“ mamã, lacha” ela faz um esforço, mas eu identifico rápido que ela me está a pedir uma bolacha.

Demi- “ você quer uma bolacha meu anjo?” ela sorri e bate palmas.

Luna-“ shim” pego nela ao colo e levo-a comigo até ao andar de baico até a cozinha. Estamos sozinhas em casa, como é normal neste horário da tarde.

Ás vezes se torna um pouco entediante, especialmente quando a Luna adormece, ou não está em casa. Eu e Jacob decidimos que seria melhor eu não trabalhar ate Luna ter idade para frequentar a escola.

Inicialmente a ideia parecia-me ridícula, contudo vejo que é a melhor opção , especialmente porque o Joe está praticamente sempre longe de Luna nos últimos tempos e tenho medo que Luna poderia se sentir sozinha.

Demi-“Toma meu amor, pode comer” os olhinhos verdes se enchem de luz e pega a bolacha para come-la. “que se diz?”

Luna-“ Bigada”

Demi-“muito bem amor” dou-lhe um beijo na testa e fico a olha-la a se deliciar com a sua bolachinha.

É incrível como ela cresceu, como é independe e corajosa. Os seus cabelos cresceram, com um tom loiro escuro, e aqueles pontinhos verdes iguais aos do joe. Eu suspiro.

Já não o vejo por um tempo, tudo se resume a breves chamadas e mensagens, sempre com o intuito de saber como está Luna, ou quando ele vem para pega-la.

Pelo que sei das meninas, ele tem ganho muito, não sei dizer em que patamar ele se encontra no momento, mas acho que tem feito um bom trabalho pelo que me dizem. Eu fico feliz por ele, realmente fico. O meu telemóvel toca em algum sitio, e eu agradeço mentalmente á pessoa que me está a ligar, por ter terminado com o meu devaneio. Vou a correr até a sala e pego o telemóvel.

***** Inicio da chamada*************
Demi-“ oi”
Miley-“ oi mor, é o seguinte, selena diz que precisamos ir ver os últimos retoques do vestido de noiva dela, é a ultima prova”
Demi-“ ótimo ! e vamos quando ?”
Miley- “ amanha ás 14 disse ela”
Demi-“ ok , quer que eu pegue você em casa?”
Miley-“ sim por favor baby”
Demi-“ ok amor , ate amanha então , te amo”
Miley-“ amo você “


Demi-“ era sua tia Luna” eu digo á minha filha. Ela sorri. Selena está prestes a se casar com Nick, faltam exatamente 4 dias . Nem vou falar que ela está uma pilha de nervos né?

Oiço a porta de entrada se abrir e eu sei que Jacob chegou.

Jac-“ demi? Onde você está?” eu oiço ele me chamar da sala.

Demi-“ estamos na cozinha Jac!” segundos depois ele entra com um sorriso no rosto. Sempre lindo com o seu smoking preto. Ele pousa a sua mala em qualquer lugar na mesa da cozinha e se aproxima de Luna lhe depositando um beijo na testa e em seguida me segura e me beija por breves segundos.

Jac-“ como foi o vosso dia?” ele diz pegando o comando da televisão e ligando num canal qualquer.

Demi-“ nada demais, tive a arrumar umas coisas. E Miley me ligou, Selena está querendo que vamos amanha ver a ultima prova do vestido dela” eu digo mostrando a minha ansiedade por ela. Vai ser emocionante ver a primera de nos as 3 casar. Sempre tive esse sonho.

Jac-“ você quer que eu fique amanha com a Luna ? Eu posso tirar a tarde ou amanha, depende das horas que vocês forem”

Demi-“ a serio amor? Pode ser de tarde? Elas querem ir as 14” ele ia falar alguma coisa, mas a sua atenção se vira totalmente para a televisão e eu sem entender o motivo olho para a televisão para ver o que lhe chamou a atenção. Luna fica inquieta e bate palmas.

Luna-“ papá” e eu agora percebo. Na televisão está a passar um comercial a anunciar uma luta entre o joe e outro lutador hoje. Eu fico a olhar, isto meio surreal, ver o joe na televisão, como…como um campeão.

Anuncio- “ MC TRITON VERSUS J.JONAS, hoje ás 23:00 , no T-Mobile arena em Las vegas. Que a Luta comece!” A cara de Joe aparece em alto plano, e so posso ver o seu olhar confiante e quente, oh porra ele está muito quente.

Jac-“ é , o Jonas está se dando bem” eu oiço Jacob dizer, mas eu não estou certa que ele disse para alguém ouvir. Eu tento me recompor, até porque está minha atitude não faz sentido nenhum.

Demi-“ ainda bem que ele está, fico feliz por ele estar a tomar o caminho certo” Jac finalmente olha para mim e ele agora percebe que disse em voz alta a frase anterior. Ele apenas diz que sim com cabeça. Eu preciso de um tempo sozinha, eu preciso. “ Jac, você pode olhar pela Luna ? Vou so tomar um banho”

Jac-“ claro amor , pode ir” eu dou-lhe um beijo na bochecha e subo as escadas. Quando fecho a porta do quarto fico um pouco encostada nela e respiro.

O caminho até a casa de banho parece mais longo do que eu lembrava. Fecho a porta e tiro as minhas roupas. A agua do duche é quente, mas eu preciso de outra coisa. Carrego o lado do frio e deixo a agua gélida descer pelo meu corpo.
Digo interiormente para mim mesma que isto não é nada, é apenas uma memoria que voltou á tona, como volta ás vezes, isto é normal. É normal.

---------------------“------------------------“_-----------------“----------------

Joe on

Las vegas

O sol bate forte nas cortinas do meu quarto. Estamos num hotel no meio de Las Vegas, o mais próximo que temos da arena. É um mundo espetacular não vou mentir, não tem sido nada mau.
Conquistei já o meu publico durante o ano que passou, tenho os meus próprios faz, e isso é ainda um pouco estranho para mim, mas não deixa de ser inebriante. Sinto o corpo ao meu lado se mexer e não dou grande importância a isso. Continuo a observar os raios de sol a entrarem pela janela.

A garota está tocando no meu braço, traçando uma linha imaginaria até os meus cabelos. Chama-se Briana, eu acho. Eu não estou certo disso.

Briana-“ Bom dia campeão” sinto o seu corpo esguio se curvar sobre mim. Não me faz nada, vazio, não sinto nada.

Joe-“ Bom dia” eu levanto-me , não deixo esta conversa se prolongar, pego uma toalha e antes de entrar no banheiro me viro para ela. “ foi uma boa noite, agora se você não se importa pode pegar as suas roupas e ir tomar o pequeno almoço ao restaurante do hotel, pode meter na minha conta Briana” ela me olha, e vejo uma pitada de desilusão a varrer a sua cara .

Briana-“ é Britany”

Joe-“ certo” eu em viro e entro no banheiro para tomar banho. Não vou mentir e dizer que este foi um caso sem exemplo, porque estaria a mentir. Tem acontecido com muita frequência, muitas e muitas vezes. Tento me convencer que estou tentando preencher o vazio que está faltando, mas ainda não consegui fazer isso, nem com todas as mulheres, as mais belas e curvilíneas que passam pela minha cama.
Tenho um grande combate hoje , Triton é bom, muito bom. Qualquer um pode ganhar . Eu sei que ele vai com uma mural maior que a minha, por ser dos melhores do MMA, mas ele não me conhece no ringue. Eu posso jogar com essa autoestima dele, Dexter e Dylan acham o mesmo, jogar com isso pode ser bom para mim.

Após esta luta retorno a casa por uns dias, até porque o casamento de Selena e Nick é este fim de semana e quero aproveitar esse tempo o máximo possível, ate porque estou morrendo de saudades da Luna, a minha princesa. Uma picada de saudade é sentida no meu coração, preciso ouvi-la antes da luta, eu preciso.

A agua fria me esfria a cabeça. O toque do meu telemóvel soa pelo quarto e lembro-me que nem dei conta das horas que eram quando acordei.
Desligo rapidamente a agua e cubro-me com a toalha. Quando saio da casa de banho dou conta que a Briana ou nem sei la o que, já não está lá. Pego o meu celular no criado mudo e vejo que Dexter me está a ligar.

*****************Inicio da Chamada***********
Joe-“ fala Dex”
Dex-“ bro você tem duas horas para estar pronto antes de irmos para a sala de conferencias antes do combate ok?
Joe-“ ok, eu já estou a me despachar”
Dex-“ certo, estamos no bar, quando tiver pronto desça ate la “
Joe-“ ok, ate já”
***********************************
-----------“-------------------------“---------------------------“-------------------------”

Demi on

Demi-“ oh filha, isso não é divertido” nós estamos todos a rir mas não tem graça nenhuma porque sou eu que vou ter que limpar a sujeira que
Luna está a fazer com as ervilhas.

Luna-“ bolas” ela ri e joga mais uma ervilha para o chão. Jac não está a ajudar, ri ainda mais e isso dá-lhe empolgação para ela continuar.

Jac- “ ela está a se divertir amor, deixa ela”

Demi-“ você vai limpar isto depois “ ele ri

Jac-“ ok, isto vai sobrar para mim” ele se vira para a Luna “ amorzinha olha só, você pega da ervilha assim “ ele pega uma mão” e marca golo na sua boca assim olha só” ele joga a ervilha para dentro da boca . Luna observa o ato , e eu sei que ela está a pensar se aquilo é divertido ou não. Ela olha para a ervilha, pega e joga para dentro da sua boquinha, tal como Jac fez. Nós sorrimos .

Jac- “ viu? É engraçado também “
´
Luna-“ çado” eu acho graça quando ela tenta falar o mesmo que nós, e depois acaba por dizer só as ultimas letras. ~

Jac- seu telemóvel está a tocar amor”
~
Demi-“ eu retorno a chamada quando acabarmos o jantar” eu digo sem vontade de me levantar da mesa para ir á sala pegar o telemóvel.
~
Jac- “ pode ser importante “ eu acabo por contrariar a minha preguiça e me levanto para ir buscar o telemóvel. Pego no meu iphone e fico a olhar para a tela . O nome Joe está marcado nele. Sinto um frio subir por toda a minha coluna me arrepiando. Merda. Sinto os meus dedos trémulos antes de atender a chamada. Vamos Demi.

**************Inicio da chamada***************
Demi-“ oi” minha garganta tem um nó.
Joe-“ oi, desculpa estar a ligar a estas horas, mas será que eu podia falar um pouco com a Luna? Bem, pelo menos ouvi-la” ele não transparece qualquer nervosismo. Parece firme e seguro de sim, sem ressentimentos.
Demi-“ ok, eu já lhe passo o telemóvel” eu não espero para ouvir o que ele diz, eu vou relutante até a cozinha com o telemóvel na mão, como se de uma bomba se tratasse. Jacob me olha, e eu não quero que ele perceba nenhum dos meus sentimentos quando ele me olhar, eu quero parecer normal. Chego perto de Luna. “filha, seu pai quer falar com você “ ela olha para mim e sorri. Ela sabe.
Demi-“ joe vou colocar em alta voz porque ela pode não conseguir segurar o celular “ Jacob me olha.
Joe-“ quem está com você?” Jacob me faz sinal que vai até á sala. Quero agradece-lo por isto.
Demi-“ sou só eu e a Luna, ela já te está a ouvir”
Joe-“ olá princesa do pai , o papai está a morrer de saudades de você “ Luna olha para mim e depois olha para o telemóvel.
Luna-“ Oua papa, papa , papa” Oiço a gargalhada de Joe do outro lado.
Joe-“ papai tem muita saudade de você meu anjo”
Luna-“ dade”
Joe-“ sim, mas papai logo logo está ai de novo com você meu amor, eu te amo muito” Luna bate palminhas.
Luna-“ amo muto” eu queria ficar aqui a ouvir esta conversa entre os dois para o resto da minha vida. Ouve-se alguém falar do outro lado, não consigo identificar, mas sei que é uma voz masculina.
Joe-“ papai tem que desligar agora, logo estou de volta princesa. Amo-te muito, você é a minha vida”
Luna-“ vida. Bijinhos” ele fica um pouco em silencio, tanto que eu olho a chamada a ver se ele ainda está em linha.
Joe-“Demi você esta ai?” o meu nome na sua boca nunca soou tã bom como agora.
Demi-“ estou aqui”
Joe-“ vou desligar, fique bem” frio, duro.
Demi-“ adeus Joe..” eu mordo o lábio “ err…boa sorte para a luta de hoje, nós estamos a torcer pela sua vitoria” ele volta a ficar em silencio. E eu sinto que ele queria me perguntar como é que eu sei que é hoje. Mas ele não o faz.
Joe-“obrigado , adeus Demi” indiferença entre suas palavras.
Demi-“adeus joe”



Desligo o celular e fico ali a olhar a tela, perdida em pensamentos, sentimentos e momentos. Sou tão idiota meu Deus.

*****************
Joe on
Las vegas

Eu posso ouvir todos os gritos e o tumulto que já se está a gerar no ringue do lado de fora.
Estamos na minha sala, tenho toda a minha equipa reunida. Eu não estou nervoso, mas confesso que estou com muita ansiedade, era realmente muito bom para mim ganhar essa luta. Já nem falo a nível de dinheiro, porque isso já não é problema.

Dexter-“mantenha-se á defensiva num primeiro momento, so depois , quando você ver que ele está cansado, você começa a atacar tudo em cima dele”
~
Joe-“ certo, vou manter as coisas calmas para ele no inicio” Blake está a acabar de me colocar as bandagens vermelhas nas minhas mãos.

Dylan-“ qualquer alteração, eu te aviso nas pausas, se for preciso estudamos outra jogada” . Alguém bate na porta.

xxx-“ Senhor Jonas, hora de ir para o ringue, vão chama-lo dentro de alguns minutos”

Joe-“ estou indo” Eu me levanto, os outros saem da sala. Mas eu preciso fazer uma coisa antes. Vou ao meu iphone e carrego no botão central,

Luna sorri para mim na minha foto de capa, e é por ela que vou ganhar isto. Volto a pousar o meu telemóvel dentro do meu casaco.
Pego as minhas luvas e o meu robe preto e estou pronto para entrar. O corredor é grande , mas ao longe posso ver Dexter que me chama.

xxx-“ Com vocês, esta noite, o grande , o espantoso Triston !!!!” A plateia vai á loucura, posso sentir o chão quase a estremecer. Isto vai ser renhido.

Dexter-“ 50 segundos Joe”

Dylan-“ seu protetor bocal aqui “ pego e meto-o. A adrenalina está maior, consigo ouvir a euforia das pessoas lá fora. Isso vai ser engraçado.
Duas garotas se chegam ao meu lado. É o normal os lutadores serem acompanhados por duas garotas rondom para entrar no ringue. Eu mal as olho no momento, talvez mais tarde.

Quando dou por mim estou a pensar se a Demi vai assistir á luta, se ela estará a me ver. Sacudo a minha cabeça, tentando levar esses pensamentos para longe. Não importa, não importa.

Dylan-“ é você Jonas, vamos com tudo !!!”

xxx-“ e com vocês, o enorme o incrível J.Jonas!!!! Façam barulhooo” começo a andar pelo corredor vermelho e sinto pessoas a gritar o meu nome e a gritar coisas que nem consigo identificar, mas claramente eufóricas por mim.
Chego ao ringue e subo-o, dou uma volta a todo o perímetro, estou com o coração a mil. É muito adrenalina. Dylan sobe ao ringue e eu me sento no banco. Ele me tira o robe e me dá algumas palmadas na cara.

Dylan-“ vamos garoto, isto é seu” Eu sei que é.

xxx- “ lutadores ao centro por favor” Chegou a hora. Faço o que o arbitro manda. Estou frente a frente ao Triston, seus olhos não transparecem nada, tal como os meus. Vou chutar sua bunda. “ que a luta comece, agora !”

Demi on

Nem sei bem que merda estou a fazer, só me lembro de verificar que Jacob já dormia e sai da cama e vim para a sala para ver o combate de Joe. Estou apenas com curiosidade eu acho. Esse tal triston com quem ele vai combater parece assustador, ele é enorme !
Eles finalmente anunciam o joe, meu coração aperta ao ver ele entrar. De preto , misterioso, com o capuz colocado de forma e ninguém lhe ver a cara.

As pessoas gritam por ele, e eu juro que não fazia ideia que ele tinham tanta fama assim. Ele sobe ao ringue e outro rapaz sobe atrás dele e joe se senta enquanto lhe tiram o robe. Quando dou por mim tenho a boca aberta, seca. Quente, muito quente.

A camara foca as tatuagens em homenagem á Luna e meu coração se enche. “ Luna” aparece por breves segundos como plano de fundo, e cara de joe aparece como em marca de agua. Não sei quem é realizador, mas merecia um premio por esta imagem.

A luta começa, parece tudo calmo, ambos levam alguns socos , mas nada suficiente para derrubar. Isto me deixa muito nervosa. O gigante soca joe direto na sua cara e eu acho que deixei escapar um gemido da minha boca. Ele não cai , mas um vermelho vivo começa a escorrer pela sua sobrancelha. Eu acho que não consigo ver isto até o fim. O meu telemóvel começa a vibrar em cima da mesinha da sala , eu pulo. A foto de uma selena sorridente aparece na imagem , e eu por momentos fico preocupada pk não é costume ela me mandar mensagem a esta hora.

*********** Inicio da chamada***********
Demi-“ sel, esta tudo bem ?” mas confesso que os meus olhos estavam na televisão.
Sel-“ dems, olha Nick disse que seria melhor eu não te dizer nada, mas olha é o seguinte… Joe está lutando agora na televisão sabe, é assim a primeira vez que isso acontece na tv , então se voc…” eu interrompo-a
Demi-“ eu estou a assistir ! ele acabou de levar um soco e tem a sobrancelha a sangrar”
Sel-“ ai caralho, você está mesmo a ver ! Ele não está ótimo ? Ele vai ganhar “ eu podia notar a empolgação dela.
Demi-“ eu nem sei o porque de estar a vê-lo lutar, mas eu estou feliz que você esta a ver isto comigo” eu admito.
Nick-“ depois dizem que não sentem nada um pelo outro !” eu oiço nick a gritar do outro lado, mas eu ignoro, é melhor.
Demi-“ ai ele levou mais um !”
Sel-“ calma, Nick diz isto pode ser uma estratégia”
Demi-“ ele tem a boca a sangrar !” eu estou com medo, isto não é bom.
Sel-“ caralho, meu coração está a mil” eu prefiro não comentar nada . Eles voltam a um pequeno intervalo e há um plano da sua cara , ele parece muito machucado, mas ainda assim mantem a postura confiante.
Demi-“ que isto acabe rápido”
Sel-“ eu se um dia for ver isto em direto , acho que sou capaz de entrar dentro do ringue “ não consigo deixar de rir com essa imagem na minha cabeça.
Demi-“ ai vai começar de novo “ A luta volta a acontecer. SOCO, SOCO, SOCO, o outro está no chão. Eu acho que Joe nem o deixou respirar. O outro está no chão. O arbitro para Joe , e ele espera que o lutador se levante. Ele levanta-se já meio desorientado.
Sel-“ estou quase com pena desse Triston, quaseee” Joe ataca mais uns 10 socos sem parar e Triston cai no chão de novo. Que ele não se levante por favor. O arbitro conta ate 10 e ele não se levanta.
Sel-“ JOE GANHOU !!!!!!!!” estou a chorar nem sei porque, mas estou contente , ele merece .
xxx- “ E o vencedor é Joe Jonas !!!!!! “o arbitro levanta o braço dele, toda a gente vai ao rubro na plateia. Queria la estar. Eu penso, mas não digo alto, eu não posso dizer. Joe bate com a sua mão com força varias vezes sobre o seu peito, exatamente onde está o nome de Luna, ele quer dizer que ela vitoria é para a filha , e isto é tao lindo, ele é tao lindo.
Sel-“ ai que fofinho ! você ta vendo, ele esta a dedicar a vitoria á filha , omg !”
Demi-“ sel preciso desligar,” eu falo isto porque preciso ficar sozinha .
Sel-“ ok dems, qualquer coisa liga”
Demi-“ ok, beijos”
Sel-“ beijos, Nick tbm te manda”
Demi” tambem para ele”

Vou até a cozinha porque eu preciso de agua. Estou toda eu uma confusão de sentimentos. Eu só queria pensar que ele estava vindo para casa, uma casa nossa, e eu pudesse cuidar dos seus ferimentos, ter ele so para mim.
Eu bato na minha própria cabeça e deixo o copo de agua na pia .

Tento não fazer barulho ao subir as escadas, não quero acordar nem Luna nem Jacob.

O quarto está frio quando eu entro. Gelado.
Vou até ao meu lado da cama e deito-me. Jacob parece não ter notado a minha ausência, continua no seu sono profundo e eu dou graças a deus por isso.


(…)

Eu não estou certa, mas acho que devem ter passado umas duas horas, e eu continuo olhando a rua, á espera de não sei o quê para adormecer. E eu sei o que me está atormentando.
Eu fico pensando que raio anda Joseph a fazer a uma hora dessas, o que ele está a fazer, com quem.
Numa onda de estupidez eu levanto-me da cama. Pego o meu robe de seda e desço de novo até a sala. Não me sento, fico em pé a encarar o meu telemóvel, com uma luta interior comigo mesma.

Eu bufo e sento-me no sofá. Passou tanto tempo, porque é que depois de um ano isto está a me bater tão forte de novo meu Deus, quando é que isto vai acabar.
“fodasse” eu digo para mim mesma e pego o telemóvel. Fico relutante quando estou a ponto de carregar na tecla de ligar, mas carrego. Cada toque parece uma eternidade, eu acho que preferia que ele não atendesse. Começo a duvidar da minha decisão após o terceiro toque sem sinal dele me atender.

Podem colocar essa musica agora se quiserem :=)
https://www.youtube.com/watch?v=EB_NBRyUXA0&index=25&list=PLnafFYFAo_XEAVBJzrZp1a8rD4y-toMD_

***********Inicio da Chamada**************
Joe-“ Demi?” Fraca, estou fraca. Que vou dizer? Sou tão idiota.
Demi-“oi” eu acho que estou a falhar redondamente a fingir alguma confiança na minha voz.
Joe-“ aconteceu alguma coisa com a Luna?” claro, porque razão eu lhe ligaria ás 2 da manha.
Demi-“ hum, não está tudo bem com ela “ eu sinto ele suspirar de alivio.
Joe- “ então porque é que você esta me ligando?” eu quero responder que nem eu sei. Eu acho que já dei umas 5 voltas á sala.
Demi-“ eu..hum, eu vi o combate hoje, e eu queria saber se estava tudo bem , quer dizer…se você está magoado e assim ..” eu parecia tão estupida como eu acho que fui ? Ainda por cima ele fica um minuto calado.
Joe-“ você viu?” Não, não, não era o meu ponto de foco.
Demi-“ sim, eu vi” eu confesso roendo uma das minhas unhas.
Joe-“ porque?” pára joe, para de tentar cavar mais o meu buraco.
Demi-“ porque…eu queria ver..mas olha, eu achei muito bonito no fim você ter dedicado a vitoria á Luna, foi bonito, de verdade”
Joe-“ é minha filha, eu tinha que faze-lo”
Demi-“ nossa…nossa filha” eu corrijo.
Joe-“ bem, mas obrigada por ter ligado de qualquer forma. Eu estou bem”
Demi-“ pronto ainda bem” um minuto de silencio
Joe-“ eu acho que preciso desligar”
Demi-“ ok..mas..” eu mordo o lábio “ joe?”
Joe-“ sim?”
Demi-“ eu estou muito orgulhosa de você” eu sei que estamos perante outro minuto de silencio.
Joe-“ não finge que isso ainda importa para você “ ele alfineteia. Eu queria bate-lo agora. Eu não consigo responder. Mas algo me chama a atenção do outro lado da chamada, eu oiço uma voz feminina do outro lado, eu não consigo identificar quem seria, mas eu ouvi. Uma farpa parece ter sido espetada no meu coração neste momento. Ele está com uma mulher?
Demi-“ estou interrompendo alguma coisa?” eu não consigo não perguntar.
Joe-“ por acaso, como eu disse, preciso desligar agora. Mas obrigado por ter ligado” Preferia que me tivessem socado agora. Tenho aqui a resposta á minha pergunta, ele não esta sozinho. Merda, isto me magoa tanto!
Demi-“ ok, desculpe. Tenha uma boa noite” eu não deixo ele responder, eu desligo logo. Eu quero chorar, eu vou chorar.
*****************
Jac-“ Demi, com quem você está falando ás 2 da madrugada?”


Fim do capitulo


Beijinhos Bruna N. By Portugal

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Capitulo 49 :) - Jemi Please Dont Trust Me



Olá !!!!!!!! Estou de volta como o prometido para continuar entao a minha historia :) Espero que Gostem :)

Capitulo 49 :)



Eu viro-me e de repente já não sei porque é que o meu coração está a bater tão de pressa. Se é por causa do esforço ou porque a Demi está ali na porta. Um flashback vem na minha cabeça quando ela vinha para cá me ver . Estou confuso. Ela também está calada, nenhum de nós fala, o que torna as coisas ainda mais estranhas.O que é que ela está a fazer aqui? Ela está ali parada , usando uns jeans justos e um top simples mas eu vejo pelas mãos que ela está nervosa, ela está a mexe-las freneticamente á frente na sua barriga.

Demi-“ a selena disse-me o que se estava a passar com a tua avó, eu quis vir ve-la…” ela não está a olhar para mim.

Joe On

Joe-" voce veio sozinha?" eu tive que fazer a pergunta.

Demi-" sim" ela diz e ela agora olha finalmente para mim. Com medo, e vergonha? eu não estou certo .
.
Joe-“ minha avo está a dormir neste momento, mas podes ir até lá sem fazer muito barulho para não acordá-la “ eu sinto que não era bem isso que ela queria ouvir , mas sinceramente estou sem cabeça para entender seja lá o que for neste momento.

Demi-“ ela…hum …vai ficar bem né? O medico já veio aqui?” eu me viro de costas para ela e a minha mão bate duas vezes no saco de boxe.

Joe-“ ela não queria chamar o medico ainda, e eu vou respeitar a vontade dela , mas caso não melhore nos próximos dias eu mesmo vou levá-la ao medico”

Demi-“ok, eu vou lá então…haamm..você precisa de alguma coisa antes de eu ir embora ?” Eu na verdade só queria que ela fosse embora daqui neste momento.

Joe-“não, está tudo controlado. Mas não devia demorar, seu marido deve estar á sua espera” Eu estou de costas para ela, mas quase que posso apostar que ela acabou de respirar fundo.

Demi-“ ele não é meu marido” ela diz apressadamente. Eu não olho para ela. “ é meu namorado”. Eu soco o saco de boxe de novo á minha frente. Queria que a cara de Jacob estivesse aqui neste momento. Mas a culpa também é dela, ela fez as suas escolhas, e eu não estou incluído nelas. E isso é tudo o que preciso meter na minha cabeça de uma vez.


Oiço o barulho dos seus pés sobre a madeira gasta, e sei automaticamente que ela está saindo e estou aliviado por isso.

Demi on

A luz da sala está acesa quando volto para casa. Jacob deve estar á minha espera. Eu fico a olhar o nada antes de sair do carro, pensando em tudo e em nada. Na bagunça que está a minha vida. Luna me desperta dos meus pensamentos quando dá um gritinho no bando de trás.

Demi-“ Eu não esqueci de você meu amor” Ela fica me olhando e dá-me vontade de rir porque ela parecia estar tentando entender as minhas palavras. Eu saio do carro e pego ela da sua cadeirinha de bebe , cobrindo-a do frio que se fazia sentir na rua com o seu cobertor cor de rosa.

Jacob está na sala quando eu entro, parece concentrado em alguma coisa no seu Mac.

Demi-“ podia entrar aqui alguém nesse momento que eu acho que você não dava conta” eu brinco. Ele olha para mim e sorri se levantando e vindo até mim .

Jacob- “é, este trabalho que tenho em mãos está me dando cabo da cabeça eu acho “ ele me beija e logo em seguida dá um beijo na testa da Luna.

Demi-“ eu acho que você devia dar por concluído o trabalho de hoje para jantarmos “

Jacob- “ eu acho que vou seguir mesmo o que você falou “

Demi-“ vou dar um banho á Luna e meter ela para dormir e já desço “

Jacob- “ eu vou adiantando o jantar amor….Demi?” Eu me viro para olhar para ele uma vez que já estava subindo as escadas para o andar de cima.

Demi-“ sim?”

Jacob-“Como está a avó do Jonas?” eu estava estranhando ele não tocar neste ponto, uma vez que antes de ir pegar Luna á casa de selena eu tinha mandado uma mensagem a Jacob a dizer que chegaria tarde porque tinha isso ver Carmen.

Demi-“ quando cheguei lá ela estava dormindo, mas pude ver que está um pouco branca sabe, não parece a mesma pessoa” eu fico triste só de pensar, eu adoro ela como se fosse minha avó , eu só espero que ela recupere o mais rápido possível.

Jacob- “ deve ser apenas uma constipação da época meu amor, não será motivo para alarme”

Demi-“ é, eu também acho que sim “

Joe On

Depois que ouvi o carro Demi a ir embora tomei um banho e fui até ao quarto da minha avó ver se ela já estava acordada. Abri a porta devagar, e rapidamente senti o olhar doce dela sobre mim.

Carmen-“ Meu querido, ainda está acordado a uma hora destas?”
´
Joe-“ Fui fazer o meu exercício e tive a ver umas coisas lá em baixo e perdi a hora, como voce está?”

Carmen-“ eu estou melhor agora, eu quero querer que foi um resfriado meu filho” ela quer me convencer disso para eu não me preocupar, mas o seu tom de voz me indica outra coisa.

Joe-“ Demi esteve aqui” eu digo. Ela sorri para mim

Carmen-“ porque é que voce não me acordou?” ela parece um pouco aborrecida agora.

Joe-“ porque voce esta doente e todos os minutos de descanso são essenciais para voce melhorar. E tenho a certeza que ela virá muito em breve de novo”.

Carmen-“ e esse seu coração como está?” eu não acho que esse seja um bom caminho vovo.

Joe-“ minha filha está bem, meu trabalho está seguindo um rumo, eu acho que devo estar feliz” digo, e rezo mentalmente para ela parar esta conversa aqui.
´
Carmen-“ então porque é que essa felicidade não te chega aos olhos Joseph?” ela está a tentar chegar a algum ponto, eu sei qual é, mas eu não quero que ela me faça falar.

Joe-“ porque as coisas são complicadas para mim vó, sempre foram, se calhar é assim que tem de ser mesmo” eu dou de ombros.

Carmen-“ Joseph, eu não sei muito bem o que se está a passar, mas um conselho eu posso, e vou lhe dar. Nunca desista de nada do que voce realmente quer, as coisas ás vezes parece que nos escapam dos dedos, mas isso é só uma fase. Tudo tem seu tempo meu querido, deixe que o tempo lhe traga todas as respostas. Faça o que voce acha que deve fazer no momento e deixe que o futuro lhe traga as respostas que voce precisa” eu suspiro frustrado. Minha vida nunca foi fácil , eu na verdade acho que nunca tive um momento sem acontecer nada de mal na minha vida, sempre tem algo contra , isso é um facto.

Joe-“ eu vou fazer isso vó. Agora vou lá em baixo buscar o seu jantar”

Carmen-“ eu não tenho fome meu querido”

Joe-“mas você vai comer, não era assim que voce me fazia quando eu era pequeno? Então agora você vai ver como é bom “ nós rimos os dois e em seguida me levanto para ir até a cozinha buscar a comida.

1 semana depois……

Demi on


Estive sozinha em casa hoje, aproveitei para colocar algumas coisas organizadas que ainda estavam por arrumar. Jacob está no trabalho e Selena deve estar a chegar com Luna que ficou ontem com o Joe.
Foi então que oiço a campainha do portão tocar. Deixo o que estou a fazer e vou até á camara onde está o botão para abrir o portão a selena. Mas antes de eu abrir o portão há algo que me chama a atenção. O carro não é do de selena, é Joe. O meu coração se acelera, ele nunca veio aqui.

Demi-“ Joe?”

Joe-“ sim, pode me abrir o portão por favor?” Eu dou graças a Deus por ele não me conseguir ver neste momento. Porque eu sinto-me desconcertada.

Dou uma rápida olhadela para a camara , joe não transparece nenhum tipo de reação, e eu gostava que ele o fizesse. Mas eu sou uma idiota porque essa foi a minha escolha, e vou viver com isso porque é o melhor para mim.
Eu dou o sinal verde no botão e o portão se abre. Joe entra e eu vou até a porta principal á espera que ele chegue. Não demora muito até ele chegar. Os óculos escuros não me deixam ver se ele está a olhar para mim ou não.

Ele desliga o carro, sai do carro e ai eu posso ver que há ali mais uns quilos de musculo que não me lembro de ver da ultima vez. Ele vai ate a porta de trás e pega Luna na sua cadeirinha de bebe. Ele não fala nem olha para mim durante este processo.

Quando ele para mesmo á minha frente, ele abre a boca, porque não havia outra chance né.

Joe-“ Luna não comeu muito bem no lanche, por isso se ela estiver meio inquieta podes lhe dar algo para ela comer” . Eu pego a cadeira de Luna e tenho cuidado para não tocar no local onde joe tem a mao, para evitar tudo o que eu conseguir, para nosso bem.~

Demi-“ ok. Sua avó como está?” Ele tira os óculos e finalmente posso ver os seus olhos. Me sinto mal por estar com o coração aos pulos.

Joe-“ está a melhorar, foi mesmo só um resfriado” ele parece seguro das suas palavras, eu sei que ele estava preocupado. “ será que posso bater um papo com você ?” os seus olhos não estão bravos, nem preocupados. Eu acho que não tenho motivos para ficar com medo desta conversa…

Demi-“ claro, vamos entrar “ eu faço sinal para ele entrar. Ele não parece estar confortável mas ele entra á minha frente. Eu vejo que ele está a ver tudo á sua volta, e eu sei que ele quer me dizer alguma coisa neste momento para me magoar, para me fazer sangrar por dentro porque eu sei que é assim que ele deve se estar sentindo neste momento, na casa que é do jacob e minha e isso me doi.

Eu deixo a cadeirinha de Luna no sofá mais próximo e dou um beijo nela que dorme o seu sono mais profundo.

Arisco um olhar para o Joe ele olha para baixo. Ele está de costas para mim e sei que ele tem os olhos fechados. Eu não aguento essa dor, essa culpa que me está a consumir . Porque é que a minha escolha parece tão errada sempre que ele está por perto.

Demi-“ Joe voc…” ele me surpreende quando me interrompe virando-se para mim.

Joe-“ o que eu vim falar com você não vai ocupar muito o seu tempo.” Os olhos dele se conectam completamente aos meus, e eu sei que ele faz isso de propósito para eu ver a raiva que ele está guardando. “ Eu tenho que me ausentar do pais durante algum tempo. Não é algo seguido, posso sair durante um fim de semana e depois na semana seguinte ir apenas 3 dias durante a semana.” Fico calada a absorver o que ele está a me dizer. Ele vai onde ? “ e como tal não posso levar a Luna comigo quando for os meus dias. Queria saber se está tudo bem para você ?” Eu acho que ainda estou em choque e demoro a responder. Ele fica a me olhar.

Demi-“ Não tem problema algum “ é o que eu consigo dizer. Mas eu tinha um turbilhão de perguntas para faze-lo, para onde ele vai? Fazer o que ? com quem? Eu sei que deve ter a ver com aquilo do boxe que a Selena e a Miley me falaram, mas eu não sabia que isto seria tão serio.

Joe-“ optimo. Nos dias que eu não puder depois eu te aviso”. Ele não se demora muito mais. Passa por mim e vai até á cadeira onde está Luna e beija a sua testa antes de sair. Em seguida, olha para mim, baixa os olhos mas não diz nada, apenas vai embora.

Quando dou por mim tenho lagrimas a cair pela minha cara. Voce escolheu isto Demetria.





Beijinhos Bruna N. By Portugal <3
Love you all







segunda-feira, 7 de agosto de 2017

NOvidades em breve !



Oi !!!! Aos anos não é mesmo???

Bateu a saudade ontem do meu blog, e passei a noite a ler todos os capítulos desta historia e vou escrever os próximos capítulos.
Queria saber quantas de voces ainda se encontram a seguir o blog e qual o vosso entusiasmo para continuar essa fic?


Fico á espera de comentarios :D Beijinhos


domingo, 17 de julho de 2016

capitulo 48- Jemi Please Dont Trust Me :)

Ola meninas !!!!!!! Depois de quase um ano , eu sei que voces provavelmente querem me matar , mas a faculdade tem exigido muito de mim , e o tempo para escrever é nulo. Felizmente estou nas ferias de verão e tenho tido mais tempo. Não prometo para quando será o próximo capitulo mas espero ser para muito breve . <3

Capitulo 48 :)
Demi on

Zac-“ eu ouvi bem? Tu dormiste com o joe recentemente ?”-eu ainda me sinto atordoada com tudo o que o joe acabou de me dizer, estou a me conter para não chorar, na verdade a única coisa que consigo fazer é me abraçar ao zac. Estou aqui a chorar ,a única maneira que encontrei para deitar os meus nervos para fora. Idiota, ele simplesmente sabe como me magoar com palavras. Zac não disse nada ainda, eu apenas está a me abraçar e passando a mão nas minhas costas como se estivesse a tentar acalmar.
Zac-“ primeiro fica calma, não podes descer nesse estado, as pessoas vão perceber”- eu tento me compor e limpo as minhas lágrimas, mas sei que a minha maquilhagem deve estar um horror neste momento.
Demi-“ eu não vou conseguir ir para baixo e fingir que estou bem”
Zac-“ queres me contar o que se passou?” ele tenta , mas a vergonha está em mim.
Demi-“ estivemos juntos há um mês atrás, é verdade , a partir dai as coisas têm sido assim como tu podes-te ver “ ele passa a mão no queixo e suspira.
Zac-“ algo me dizia que isto mais cedo ou mais tarde ia acabar por acontecer, e apesar de não concordar com aquilo que fizeste ao jacob, porque ele não deixa de ser meu amigo, eu sei que deve ser muito difícil para ti, se calhar as coisas aconteceram rápido de mais,”
Demi-“ eu não queria sentir isto “

Zac-“eu sei demi, mas os sentimentos não escolhemos não é? Eu queria poder ajudar, mas eu realmente não posso fazer nada , eu espero sinceramente que vocês os dois consigam encontrar um ponto de equilibro , porque isso a longo prazo não será bom para a Luna”
Demi-“ eu sei disso” ele abraça-me e me dá um beijo na cabeça .
Zac-“ agora vamos par baixo e tu vais colocar um sorriso na cara e fingir pelo menos que está tudo bem ok?
Demi-“ eu vou tentar” eu sorri para mim e faz um gesto com a mão para eu passar a frente. Eu respiro fundo e começo a andar.

As descida de umas escadas nunca me pareceu tão dolorosas como hoje. Vemos que ainda ninguém está na sala. Dirigimo-nos ate a sala de jantar eu paro a meio caminho, eu acho que não consigo fazer isto.
Zac-“ vamos, eu estou aqui , e tu consegues . Sorriso na cara e vai” eu respiro fundo e faço isso. Nós entramos na sala e parece que quase ninguém deu pela nossa entrada, apenas jacob esta olhando para nós, eu olho para ele de volta, e nem quero perceber onde está o Joe porque eu não quero sequer olhar para ele.  Eu faço o meu caminho ate o Jacob.
Jacob-“ tu demoras-te , o que se passou?” ele parece que está a me analisar, ele sabe que está alguma coisa mal.
Demi-“ eu senti uma tontura quando estava a descer as escadas, Zac viu e levou-me ate la cima para descansar um pouco e tomar um comprimido, para não alarmar ninguém. Mas agora eu estou bem” eu forço o melhor sorriso que posso dar agora.
Jacob-“ queres ir embora?” eu quero dizer que sim, mas eu não posso fazer isto num jantar tão importante para o nick e a selena.
Demi-“ não, eu estou bem agora”
Jacob-“ hum ok , mas qualquer coisa avisa que vamos para casa “
Demi-“ não te preocupes” eu dou um beijo nele. E sento um arrepio por todo o meu corpo, mesmo sem olhar posso afirmar que os olhos do joe estão em nós neste momento.

O jantar passa lentamente e eu so quero me ver longe do mesmo ambiente do que o Joe. Não cruzo o olhar com ele , mas sei que isso terá que acontecer inevitavelmente até o final da noite.

Estamos na sala conversando e eu só penso se as palavras que o Joe me disse é realmente o que ele acha de mim, se ele é acha que eu só estou com o jacob por causa do dinheiro que ele tem, isso está a me magoar.
Sel-“ hey demi ouviste o que eu disse?” eu volto á realidade e vejo selena do meu lado com uma cara de confusa.
Demi-“ desculpa eu estava distraída”
Sel-“ é eu vi, está tudo bem?” ela diz esta ultima parte mais baixo
Demi-“ sim” eu dou um sorriso
Sel-“ porra que está” ela bufa. Não consigo engana-la. Amanha vamos conversar. Não foi uma pergunta.
Demi-“ eu estou bem” eu tento.
Sel-“ ok, mas vamos conversar na mesma”

Chega a hora de todos irem embora e eu devo estar a tremer por todo o lado, vou ter que encarar o joe. E não demora muito até eu ve-lo chegar perto de mim ,com a Luna ao colo.
Demi-“ vem com a mama “ eu digo fazendo um gesto para a Luna vir para mim. Ela estica os bracinhos pequeninhos e passa para mim, as mãos do Joe tocam ligeiramente as minhas e eu senti a queimar
Joe-“ amanha pego ela no horário de sempre” ele diz, mas eu não estou a olhar para ele
Demi-“ ok “ eu digo e logo em seguida me viro e vou para longe .

Selena está a falar com a Denise mas eu vejo ela olhar para mim , eu sei que ela quer falar comigo. E eu não estava errada porque dois minutos depois ela vem para perto no sofá onde eu tinha me sentado há poucos minutos.
Sel-“ o que se passou la em cima?”
Demi-“ o que estás a falar?” eu tento desviar , porque eu não quero que fique um clima mau num dia tão importante para ela.
Sel-“ Dem, eu já te conheço muito bem, e eu percebi que alguma coisa estava mal quando dou conta que os olhos do Joe pareciam duas fogueiras logo após ele ter descido”´
Demi-“ é uma longa historia, olha..” eu respiro cansada” amanha tu e a Miley podem ir lá a casa, eu vou estar sozinha , e assim eu explico tudo para vocês ok?”
Sel-“ ok , mas tens a certeza que estás bem?”
Demi-“ eu estou, não te preocupes comigo” eu dou o melhor sorriso que consigo no momento. Ela não parece muito convencida com a miha falsa motivação mas ela não diz nada, apenas dá-me um beijo na cabeça.

----------------------------//------------------------------//--------------------------------//---------------------------
No dia seguinte
Na Academia (12:00)

Joe On
Dexter (manager do joe)-“ A questão é a seguinte se tu aceitares este torneio, as chances de vires a te tornar  muito mais visível no mundo do MMA são gigantes, sem falar que se chegares a um dos três primeiros lugares o valor monetário é muito mas muito elevado. Agora é com vocês , mas eu acho que esta é uma grande chance”  O Dexter hoje  chegou com esta novidade, eu estou bastante inclinado para o sim, pode ser uma grande oportunidade para mim. Mas tenho que ter consciência que caso aceite , vou passar muito tempo fora do pais , porque muitas das lutas não são cá na cidade, e isso será um grande problema por causa da Luna.

Joe-“ Quanto tempo tenho até tomar a minha ultima decisão?”
Dexter-“ cerca de 2 semanas”
Joe-“ Dylan o que achas disto tudo?”

Dylan-“ eu concordo com o Dexter no ponto em que ele diz que este campeonato será muito importante para a tua visibilidade enquanto lutador, mas tens que pensar em tudo o que isso acarreta , eu te conheço já muito bem amigo e sei que uma temporada longe da tua filha pode ser desmoralizante, e isso não pode acontecer num campeonato tão grande como este”
Joe-“ eu sei disso, por isso é que preciso pensar  e reflectir sobre o assunto”
Dexter-“ pensa bem, tens duas semanas para reflectires sobre os prós e os contras desta situação”
----------------------------//------------------------------//-----------------------------------//-------------
Na casa da Demi e do Jacob (18:00)
Demi on
A campainha toca e carrego logo no botão que abre o portão principal porque sei que é selena e miley que estão a chegar. 3 Minutos depois elas batem á porta e eu vou abrir.
Demi-“ ola meninas !”
Sel/Miley-“ ola “ eu dou um espaço para ambas entrarem.
Demi-“ a Luna está a dormir, antes que me perguntem sobre ela “ selena morde o lábio.
Sel-“ isso é bom para conversarmos melhor” ela agora parece seria.
Demi-“ bem vamos então até á sala “ nós vamos andando e eu estou a me preparar, isto não é tão fácil de dizer como parece,  não sei bem se elas vão perceber as coisas.
Miley-“ então podes começar.”eu dou um suspiro.
Demi-“ bem, isto tudo se passou na noite em que fazia aniversario que o meu pai morreu, e vocês sabem como eu fico, acontece que o Joe também sabe. E eu estava la em casa da minha mãe, sozinha deprimindo naquela noite, e alguém bate á porta e era ele. Não falamos muito na verdade..” Miley arregala os olhos, a selena não me parece tão admirada quanto isso.
Miley-“ vocês ?”
Sel-“ vocês dormiram juntos, bem, agora isso explica os vossos comportamentos nos últimos tempos, aquela coisa do joe nunca querer vir deixar a luna contigo e bla bla “
Demi-“ sim..”
Miley-“ mas tu estavas com o Jacob dem!”
Demi-“ eu sei mas..” selena interrompe-me
Sel-“oh puta que pariu Miley, toda a gente sabe e está na cara que o joe e a demi ainda se amam não é? Eles são tipo almas gémeas “
Demi-“ não falem como se eu não estivesse aqui por favor “
Miley-“ mas e então vocês não falaram sobre essa noite?”
Demi-“ ele não me deixou espaço para isso , eu acho que no fundo ele quis mostrar que aquele era o nosso fim”
Sel-“ hum, não me parece Demi, eu acho que será mais o orgulho ferido dele a falar . Imagina, o quão mal seria se tu visses o Joe com outra rapariga agora? Ainda por cima a viver com a tua filha numa casa super luxuosa “
Miley-“ eu acho que na verdade tu nunca paraste para pensar do lado do Joe, eu sinceramente não conseguiria lidar bem se fosse eu”
Sel-“ pois eu também acho que não. O que vocês estão a fazer é outra vez fingirem que não se passa nada , quando se passa tudo. E colocares paninhos quentes , e dizeres que estas a gostar do Jacob , isso não ajuda nada Dems, nos as três sabemos que o Jacob vale zero em comparação ao Joe para ti.”

Demi-“ não é assim , eu gosto do Jacob”
Miley-“ exato. Tu gostas do Jacob , mas tu amas o Joe”
Sel-“ tal e qual, não podes fugir a isso dems. E  nós sabemos que mais cedo ou mais tarde vocês vão acabar juntos . E o que se está a passar aqui, não é justo nem para ti , nem para o Joe nem para a Luna nem para o próprio Jacob. Tu no fundo estás a fazer com que ele acredite numa mentira “

Demi-“ eu estou a me esforçar para as coisas darem certo com o Jacob eu juro”
Sel-“ eu acredito , mas isso não é suficiente Demi, sempre haverá o Joe Demi, Sempre”
Miley-“ eu acho que o que tu precisas é pensar bem na tua vida “
Demi-“ eu sei….eu estou tão confusa , tão irritada tão tudo ! Ele disse coisas horríveis para mim ontem !”
Sel-“ ele está magoado Demi, não podias esperar outra coisa !”  Eu não tenho tempo de responder porque entretanto o telemóvel da Selena começa  a tocar. “ hum, é o Nick, vou atender …Ola amor, tudo bem?.......então?........ai a serio??..........ele está onde agora?.....não sei, vais com ele ? eu vou em seguida……ok, até já” Automaticamente eu sinto que alguma coisa está errada, eu posso sentir isso agora mesmo.
Demi-“ o que aconteceu?”
Sel-“ A Avó do Joe…a  Guida…..ela está muito doente, o Joe foi para lá com o Nick agora “ o meu peito dá uma guinada . Estou magoada porque o Joe sabe o quanto eu gosto da Guida, e o quanto ela me ajudou quando eu precisei , e não me mandou sequer uma mensagem a avisar.
Demi-“ tu vais?”
Sel-“ sim” Miley olha para mim e parece querer que eu diga algo mais , mas eu não digo. Eu não sei o que fazer na verdade. “ eu preciso ir meninas, qualquer coisa eu aviso” ela se despede rápido de nós e eu fico ali com a Miley .

-------------------------//---------------------------------------//-----------------------------//-------------
Casa da Avó do Joe (22:00)
Joe on
A minha avó finalmente conseguiu pegar no sono, estou do lado da cama vendo-a respirar com dificuldade devido á infecção pulmonar. Eu acredito que isto é só uma fase, ela é uma guerreira e vai passar este momento. Oiço alguém bater na porta e segundos depois ela abre-se . O Nick mete a cabeça.
Nick-“ eu preparei uma sandes para comeres, anda, desde que chegaste não comeste nada”
Joe-“ eu vou daqui a pouco, obrigado”
Nick-“ ok, eu vou ficar num dos quartos de hospedes e descansar um pouco ,qualquer coisa vai acordar-me por favor” ´
Joe-“ não te preocupes , vai la descansar” ele vai embora e eu volto a velar o sono da minha avó. A vida é uma verdadeira merda ,uma mulher que sempre lutou pela vida, sempre se sacrificou , sempre teve a sua independência  e agora está assim nestas condições . O meu pai provavelmente ainda não sabe de nada, deve andar por ai a fazer as suas coisas que nem consigo entrar em contacto com ele nem nada. Oiço o ruido da porta la em baixo, não pode ser o Nick porque eu não ouvi-o a voltar as descer as escadas, provavelmente será o meu pai.
Levanto-me e desço até o andar de baixo para ver quem estava lá.  Consigo reconhecer os sapatos da minha mãe  mesmo antes de a ver .
Denise-“ ola meu filho, eu pensei que ninguém tivesse tido cabeça para cozinhar , então eu trouxe um pouco de arroz com frango para vocês comerem “ eu vou até ela e lhe dou um abraça e um beijo na testa.
Joe-“ obrigado mãe, o Nick disse que tinha feito umas sandes mas na verdade ainda não fui á cozinha”
Denise-“ então vamos até lá e comes o que tenho aqui” eu digo que sim porque sei que brigar com a minha mãe não vale a pena. “Como está a tua avó?” ela diz quando estamos os dois na cozinha.
Joe-“ ela está muito fraca , mas ela vai ficar bem, eu sei” ela sorri e sei que ela também acredita nisso.
Denise-“ e o teu pai?”
Joe-“ ainda não o vi, e temo que ele ainda não sabe de nada do que se está a passar “ ela abana a cabeça e respira fundo. Ela o conhece melhor que ninguém  e não é preciso muita á conversa á cerca disto.
Denise-“ eu preciso ir para casa agora, eu so vim me certificar que estavas bem”
Joe-“ obrigado mãe, amanha eu dou noticias . Ainda não sei se vou voltar para casa”
Denise-“ eu posso trazer alguma coisa para vocês comerem”
Joe-“ não é preciso mãe, o caminho ainda é longo. Qualquer coisa eu peço ao Nick para ir buscar “
Denise-“ ok meu filho, aproveita e vai descansar logo depois de acabares de comer ok?”
Joe-“ eu vou tentar “ ela dá-me um beijo na testa e vai embora. Estou a brincar com os grãos de arroz aqui no meu prazo, eu na verdade não tenho fome, estou mesmo a fazer um esforço para acabar este prato.
10 minutos depois acabo de jantar e deixo o prato na pia. Lembro-me de ir até ao estábulo onde eu costumava treinar. Saio á rua, a noite está um pouco fria, mas nada demais. Consigo cheirar perfeitamente a terra molhada do sereno da noite, faz-me sentir tão em casa. Destranco a porta do estábulo e ascendo as luzes. Parece que tudo está como da ultima vez. Está ali o meu saco de boxe. Se calhar um pouco de treino a esta hora ia me fazer bem. Tiro a minha camisa , jogo no chão e começando a um ritmo devagar vou esmurrando o saco.
Não sei precisar , mas uns 30 minutos depois o meu corpo já está completamente cheio de suor e as minhas mãos começam a doer. Eu estava prestes a parar quando eu sinto uma sensação estranha, como se tivesse mais alguém ali.
Eu viro-me e de repente já não sei porque é que o meu coração está a bater tão de pressa. Se é por causa do esforço ou porque a Demi está ali na porta. Um flashback vem na minha cabeça quando ela vinha para cá me ver . Estou confuso. Ela também está calada, nenhum de nós fala, o que torna as coisas ainda mais estranhas.O que é que ela está a fazer aqui? Ela está ali parada , usando uns jeans justos e um top simples mas eu vejo pelas mãos que ela está nervosa, ela está a mexe-las freneticamente á frente na sua barriga.

Demi-“ a selena disse-me o que se estava a passar com a tua avó, eu quis vir ve-la…” ela não  está a olhar para mim.

Proximo capitulo....

Beijinhos BrunaN by Portugal ( OS CAMPEOES EUROPEUS ) <3